Portugal
"Achei estranha a declaração do Salvador. Com o Benfica não tem muita coragem"
Redação
2021-04-08 10:20:00
Critério usado por João Pinheiro em jogo do Benfica e no do Sporting criticado por ex-conselheiro leonino

A arbitragem de João Pinheiro em Moreira de Cónegos no jogo do Sporting continua a dar que falar, com os sportinguistas a lamentarem, entre outras coisas, a decisão tomada pelo árbitro minhoto em relação ao lance no qual Nuno Mendes saiu lesionado, após entrada de Gonçalo Franco. O critério de João Pinheiro está na mira do desagrado verde e branco e o antigo conselheiro leonino Rui Barreiro compara o critério usado no embate dos leões com o critério usado para expulsar o bracarense Fransérgio no SC Braga-Benfica pelo mesmo árbitro.

"Devemos apoiar o VAR mas tem que haver critério. O FC Porto teve um golo anulado por três centímetros. Agora o Sporting teve um golo anulado por dois centímetros. Ok. Se é essa a regra que seja para todos. Mas também, quer dizer, onde se coloca a linha? Não sei se todos são tão rigorosos assim", salientou Rui Barreiro, em reação à arbitragem de Moreira de Cónegos, direcionando mais o seu desagrado em relação ao lance que valeu a lesão ao esquerdino Nuno Mendes, após entrada de Gonçalo Franco, do Moreirense.

"O Nuno Mendes sai de jogo muito cedo, tem uma influência decisiva naquilo que é a ligação entre a defesa e o ataque e o mesmo árbitro que expulsou o Fransérgio aos 37 minutos no jogo com o Benfica [por acumulação de amarelos] - aliás, até achei estranho as declarações do António Salvador, pois quando é com o Benfica não tem muita coragem, mas veio dizer 'os três grandes' e estava a jogar contra o Benfica, não deixa de ser estranho não ter dito que o Benfica foi beneficiado - [mas] e que teve um critério estranho nesse jogo ao mostrar dois amarelos ao Fransérgio, em que qualquer um deles num outro jogo, se calhar, nem levava amarelo, não se percebe [critério agora]. [Gonçalo Franco, do Moreirense] Nem amarelo levou. Face ao que é habitual no João Pinheiro o jogador do Moreirense deveria ter levado, no mínimo, amarelo. Não levou nada. Não se percebe", criticou Rui Barreiro.

O antigo conselheiro leonino, que chegou a ser uma das vozes mais críticas em relação a Bruno de Carvalho quando este presidia aos destinos do Sporting, espera que a equipa verde e branca consiga agora manter a liderança apesar dos dois pontos perdidos em Moreira de Cónegos e faz um apelo para que as arbitragens não condicionem o que resta da temporada. "Nas jornadas que faltam gostaria de ver critérios claros, VAR a intervir com critérios semelhantes independentemente das camisolas e de quem está a jogar".

Em declarações na Sport TV, Rui Barreira explicou ainda que não vale a pena criticar o videoárbitro, até porque "o Sporting só tem a ganhar com o VAR." E aí mais uma vez manda uma 'alfinetada' ao rival da Luz. "O Benfica tem-se queixado dos penáltis e os árbitros têm marcado. O VAR é que diz 'não, não'. Julgo que o VAR é um bom auxiliar para a verdade desportiva", declarou o ex-conselheiro leonino.

Em relação ao que tem sido a temporada, em Portugal, Rui Barreiro olha para o clube de Jorge Jesus e nota que tem sido a grande desilusão. "O Benfica fez uma pré-temporada milionária, mostrou que tinha carteira e que queria trazer um conjunto significativo de jogadores. O próprio Jorge Jesus disse que ia arrasar e não arrasou nada. Aliás, tem feito, na minha opinião, jogos sofríveis, apesar da comunicação social dizer que já vai no sexto jogo e tal e não sei o quê. Marcou um golo de penálti assim um bocado estranho. A grande desilusão do campeonato tem sido o Benfica, muito aquém daquilo que foi o investimento e a expectativa".

Já o Sporting tem sido "a grande surpresa", enquanto que "o FC Porto está a realizar um campeonato ligeiramente inferior do ponto de vista defensivo". "O FC Porto sofre muitos golos. O lateral-esquerdo do FC Porto há pouco tempo jogava no Campeonato de Portugal. É o que é."