Portugal
"A generalidade da imprensa portuguesa comeu a história falsa"
2024-03-27 11:50:00
"No Seixal como em Alcochete nunca tive nenhum problema", aproveita para recordar Sérgio Conceição

O FC Porto defende Sérgio Conceição e vários têm sido os rostos ligados ao azul e branco que saem a público para criticar a imprensa nacional pela forma como tem tratado o episódio ocorrido em Espanha, recentemente, pelo treinador dos portistas.

Para Diogo Faria, diretor de Conteúdos do FC Porto, é fundamental que se perceba aquilo que se passou em Espanha, onde Sérgio Conceição esteve com a família, há poucos dias, para acompanhar o filho mais novo, José Conceição, que alinha nas escolinhas do FC Porto.

"É importante distinguir o que se passou do que se disse sobre o que se passou", aconselhou Diogo Faria, que falava em declarações no programa Universo Porto da Bancada, no Porto Canal.

Diogo Faria critica imprensa portuguesa que "comeu história falsa"

Aí, o responsável portista deu conta de que, de acordo com as imagens que são conhecidas, ainda não conseguiu ver onde é que Sérgio Conceição 'ultrapassou as marcas'.

"Não se vê nenhum momento de exaltação ou de agressividade, muito menos de violência" por parte de Sérgio Conceição, relata Diogo Faria, deixando um conselho aos adeptos azuis e brancos em relação caso entre Sérgio Conceição e um autarca espanhol, após o final do jogo de escolinhas.

"A generalidade da imprensa portuguesa comeu a história falsa", disse Diogo Faria, esperando que rapidamente este caso fique resolvido.

"No Seixal como em Alcochete nunca tive nenhum problema"

Sobre o tema, recorde-se, Sérgio Conceição já avisou que pode mesmo suspender a carreira de treinador para enfrentar este caso. "Eu sempre acompanhei os meus filhos no trajeto deles, no percurso que tiveram. Tive dois dos meus filhos a jogarem em clubes diferentes, rivais do nosso e fui sempre respeitado. Ia visitá-los e observar jogos tanto no Seixal, como em Alcochete e nunca tive nenhum problema", contou Conceição, em declarações aos meios de comunicação do FC Porto.

"Sinceramente, isto é desgastante, é difícil, porque a minha família não é só a minha mulher e os meus filhos que estavam presentes para ver o que se passou, tal como muitas das famílias. São acusações falsas, mentirosas, de alguém que devia ter a responsabilidade e o dever de ser uma pessoa que está acima pelos vistos da autoridade em Espanha, que eu não sabia".

O treinador do FC Porto assegurou ainda que os seus advogados estão a tratar da situação no país vizinho. "Os meus advogados estão a tratar da situação, em Espanha neste momento. E se for preciso meter uma pausa no futebol, deixar o futebol para provar o que eu estou a dizer, eu deixo".

Conceição deu conta de que a sua "honra" estará acima do futebol, se for necessário partir para essa luta. "A minha honra, o que eu sou como pai e como homem é muito mais importante do que qualquer carreira desportiva", disse o treinador do FC Porto a respeito de um tema que já levou a comparações e recordações com episódios ocorridos com Jesus e Rúben Amorim.