Motores
"Isto foi o golo do Éder só que no MotoGP", diz comissário de prova
2020-08-24 15:15:00
A história da bandeira portuguesa que Miguel Oliveira recebeu segundos depois de alcançar um feito histórico

Mal cortou a meta no GP de MotoGP da Estíria, na Áustria, Miguel Oliveira recebeu uma bandeira portuguesa e foi muito acarinhado por um dos comissários de pista que sabe-se agora é português e não escondeu a emoção por ver um filho da pátria de Camões levantar bem alto o esplendor de Portugal.

Agora que passaram algumas horas entre festejos e emoção, André Ferreira explica o significado que a vitória de Miguel Oliveira representa para a afirmação de Portugal no motociclismo.

"Isto foi o golo do Éder só que no MotoGP", disse o comissário de prova luso que estava na Estíria, em alusão ao pontapé do avançado português, em 2016, na final do Euro2016, em Paris, que deu a vitória a Portugal na prova europeia.

André Ferreira explica que não viu Miguel Oliveira cortar a meta em primeiro e no princípio até pensou que os outros comissários estavam a brincar com ele.

"Foi difícil de acreditar. Onde eu estava não via a meta e pensei que um terceiro lugar já era bom. Um colega meu comissário que tinha transmissão rádio começou-se a dizer que o Miguel tinha ganho. Pensei que fosse uma piada. Ele disse-me uma segunda vez que era verdade. à terceira vez ele até falou mais alto e dei-lhe a bandeira."

Em declarações na Antena 1, André Ferreira contou como se viveram aqueles primeiros momentos junto de Miguel Oliveira após a histórica conquista.

"Quando ele parou junto a mim ficou surpreendido por ver uma bandeira portuguesa lá. Notei isso nos olhos dele".

O comissário português de MotoGP explicou ainda que se viveu "uma festa com toda a gente aos saltos".