Motores
Henrique Chaves sagra-se campeão da Sprint Cup
2021-09-27 09:05:00
Piloto português vence Sprint Cup de Pilotos Pro-Am do GT World Challenge

Henrique Chaves sagrou-se vencedor da Sprint Cup de Pilotos Pro-Am do GT World Challenge com dois pódios na nona ronda da competição, que teve como pano de fundo o Circuit Ricardo Tormo.

Depois das boas qualificações de ontem, o piloto de Torres Vedras e Miguel Ramos tinham como principal objectivo conquistar o primeiro ceptro da temporada, tendo para isso que assegurar um segundo e um terceiro lugares na classe Pro-Am nas provas de hoje, independentemente dos resultados dos seus adversários.

Na primeira corrida da jornada, depois de um turno muito competente do piloto de Vila Nova de Gaia, que subiu a segundo logo no arranque, Henrique Chaves lançou-se na perseguição do primeiro classificado, colando-se à traseira do Ferrari.

O jovem português tudo fez para ascender ao comando, atacando as travagens e aprimorando as saídas das curvas de modo a ganhar vantagem. Os dois carros ficaram lado a lado por diversas vezes, mas a superior velocidade de ponta do GT de Maranello acabou por prevalecer face à do Lamborghini Huracán GT3 Evo da Barwell Motorsport.

No final, o segundo lugar era um bom resultado para a dupla portuguesa, que assim precisava apenas de um terceiro posto para assegurar o ceptro em liça.

Com o título da Sprint Cup em mente, Henrique Chaves e Miguel Ramos realizaram uma segunda corrida de gestão, escusando-se a entrar em guerras estéreis para conquistar o desejado terceiro posto. No final a abordagem adoptada produzia os efeitos esperados e, após a corrida de uma hora, o degrau mais baixo do pódio garantia o ceptro à dupla portuguesa.

“Foi um fim-de-semana duro, mas saboroso! Somos campeões e, mesmo depois de algumas contrariedades ao longo do campeonato, demos sempre a volta por cima e somámos mais um título juntos. Estou muito feliz e quero agradecer ao Miguel, que hoje completa 50 anos, à equipa e a todas as pessoas que me apoiaram, em especial ao meu pai”, afirmou Henrique Chaves, que acrescentou: “Quanto às corridas, na primeira tudo tentei para ultrapassar o Ferrari para vencer e, assim, conquistar logo o título, mas foi impossível, eles tinham muito mais velocidade de ponta. Tentei todos os truques sem correr o risco de um toque, mas foi impossível. Na segunda, optámos por gerir a corrida de modo a terminarmos no lugar que desejávamos, o que acabou por acontecer”.

A próxima prova do GT World Challenge Europe realiza-se no Circuit de Barcelona – Catalunya nos dias 8 a 10 de Outubro, onde Henrique Chaves e Miguel Ramos têm possibilidade de somar mais dois títulos.