Modalidades
Pinto da Costa emociona-se a recordar Quintana
Redação
2021-02-26 17:30:00
"Deixou-nos um grande vazio, mas ficará para sempre no coração de todos nós", afirma o presidente do FC Porto

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, reagiu esta tarde à morte de Alfredo Quintana, guarda-redes da equipa de andebol e da seleção portuguesa.

"Infelizmente, hoje partiu do seio de nós um grande homem, um grande atleta, um grande portista, um cidadão exemplar, o Alfredo Quintana. Na força da vida, aos 32 anos, com 11 anos dedicados de alma e coração ao FC Porto", começou por referir o líder dos dragões.

Numa mensagem em vídeo, divulgada pelo clube, Pinto da Costa falou do "grande vazio" que Quintana deixa no Dragão. "Partiu, deixou-nos um grande vazio, mas ficará para sempre no coração de todos nós, de todos os que com ele conviveram, sobretudo no seio dos que dia a dia lutaram com ele para que o clube que ele amava, o FC Porto, fosse cada vez maior".

"Foi uma maravilha de atleta", elogiou: "Dedicou-se ao FC Porto a 100 por cento, ao fim de quatro anos quis assumir a nacionalidade portuguesa porque não queria mais, segundo disse, sair do FC Porto".

"Infelizmente, só este acidente lamentável e triste o levou junto de nós fisicamente, porque espiritualmente o Quintana só falecerá no dia em que falecer o último de todos aqueles que com ele lidaram, porque será uma memória viva para todos nós", concluiu Pinto da Costa.

O FC Porto já tinha reagido oficialmente à morte do atleta, assumindo "a missão" de "contar a quem não viu as histórias, as defesas, os jogos e o privilégio que foi ter Alfredo Quintana a defender a nossa baliza", numa bela homenagem em vídeo.

O guarda-redes luso-cubano morreu hoje, aos 32 anos. Quintana tinha sido internado na segunda-feira depois de ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória, quando se preparava para iniciar um treino no Dragão Arena. O guarda-redes fora assistido no local pelo INEM e transportado para o Hospital de São João, onde esteve internado, na unidade de cuidados intensivos.