Modalidades
Pedro Sousa defronta Wawrinka e ‘Kiko’ joga com Kyrgios no Open da Austrália
Redação
2021-02-05 11:55:00
Soryeio da ronda inaugural da prova realizou-se hoje

O tenista português Pedro Sousa vai defrontar o suíço Stan Wawrinka na ronda inaugural do Open da Austrália, primeiro ‘major’ da temporada, enquanto o compatriota Frederico Silva terá como opositor o australiano Nick Kyrgios, ditou hoje o sorteio.

Num sorteio pouco simpático para os dois representantes nacionais, Sousa, número 108.º do ‘ranking’ ATP, terá pela frente um jogador que nunca defrontou antes, Wawrinka, que figura no 18.º lugar da hierarquia mundial e se sagrou campeão em Melbourne Park, em 2014.

“É um torneio do Grand Slam, por isso não estava à espera de grande coisa. Sabia que podia sair uma grande ‘truta’ ou um jogador um pouco mais acessível. Calhou-me o Wawrinka, mas vou tentar encarar o encontro da melhor forma possível e tentar fazer um bom jogo”, avançou o lisboeta, de 32 anos, à Lusa.

Além de destacar a “oportunidade de jogar com um campeão do torneio, um dos jogadores que conseguiu fazer frente ao ‘big three’ e já conseguiu ganhar alguns torneios do ‘Grand Slam’ nesta era”, Sousa diz estar a sentir-se “bem, um pouco mais confortável” em piso rápido, embora frise não estar a jogar nas suas “condições favoritas”.

Apesar de não estar definido o dia do encontro com o detentor de três títulos do ‘Grand Slam’, o número dois português ficou inserido na primeira metade do quadro, assim como 'Kiko' Silva, que assinalará a estreia num quadro principal de um ‘major’ diante de um dos jogadores da casa, Nick Kyrgios.

“O Nick é um jogador muito talentoso e imprevisível. Em teoria, haveria jogadores que poderiam ser menos difíceis, mas num torneio destes todos os encontros são difíceis”, começou por defender o jovem esquerdino, em declarações à Lusa.

 Depois de vencer os três encontros do ‘qualyfing’ para conquistar o acesso inédito ao Open da Austrália, o jogador das Caldas da Rainha (184.º ATP) esteve duas semanas em isolamento num quarto de hotel em Melbourne, por ter viajado num voo em que foi detetado um caso de infeção pelo novo coronavírus, mas garante não ter ficado desmotivado com o sorteio, que o coloca ante o 47.º colocado da hierarquia ATP.

“Jogar no ‘Grand Slam’ é mesmo jogar contra os melhores do mundo. Provavelmente, vou jogar num dos estádios principais pela primeira vez e, isso, só me dá mais motivação para a primeira ronda”, acrescentou Silva.

Pedro Sousa, eliminado na segunda ronda do ATP 250 Murray River Open, e Frederico Silva, derrotado na jornada inaugural do mesmo torneio, prosseguem a preparação para o Open da Austrália em Melbourne Park, onde na segunda-feira arranca o 'major' dos Antípodas.