Modalidades
"Inaceitável. Colar a taça porque deram um pontapé no sítio onde estava troféu?"
2021-06-04 15:50:00
"Sporting não é conhecido por ser favorecido pelas arbitragens", considera Rita Garcia Pereira

A reação e o comportamento de elementos do FC Porto, após o jogo de basquetebol que ditou a consagração sportinguista como equipa campeã nacional, não agradou em Alvalade, sendo que as críticas em direção ao Norte sucedem-se. Se o diretor de Comunicação do Sporting, Miguel Braga, fala de um ano de 2021 que revelou um "mau perder transversal do FC Porto assente numa narrativa bélica contra as arbitragens, pressionando e condicionando o futuro, seja dentro ou fora de campo", para a antiga dirigente Rita Garcia Pereira, a atitude azul e branca é "inaceitável" no desporto.

"Inaceitável. Andar a colar a taça porque caiu ao chão depois de um jogador dar um pontapé no sítio onde estava a taça? Murros e pontapés? Peço desculpa, mas as arbitragens resolvem-se em sede própria", criticou Rita Garcia Pereira, antiga responsável sportinguista na comissão de gestão do clube, em 2018, aludindo à situação protagonizada, segundo a RTP, por Garrett Nevels, jogador dos portistas.

Para a advogada, "mesmo a quente, mesmo sendo injusto", este "é o tipo de comportamentos que não se podem suceder", disse, aludindo ao descontentamento protagonizado pela equipa de basquetebol do Sporting, no pavilhão João Rocha, em Lisboa, na final do play-off do campeonato.

Não avançado pela lógica de concordar ou discordar com as críticas azuis e brancas ao trabalho das arbitragens, a antiga dirigente dos leões deixou clara a sua inexperiência para abordar questões técnicas e táticas de basquetebol.

"Não tenho competência para concordar ou discordar [se o FC Porto foi ao não prejudicado]", considerou Rita Garcia Pereira, em declarações na CMTV, deixando claro que, em sua opinião, o favorecimento leonino por parte das arbitragens é coisa que não vê muito acontecer.

"O Sporting não é conhecido por ser favorecido pelas arbitragens", referiu Rita Garcia Pereira, insistindo que não nega que os dragões possam ter razão nas críticas que fazem às arbitragens.

"A ter acontecido alguma coisa foi um erro", destacou a antiga dirigente, reiterando que o comportamento revelado pelos elementos do FC Porto devem merecer críticas.

Após quase 40 anos de jejum, o Sporting voltou a conquistar o título em basquetebol num play-off muito disputado, até ao último segundo frente ao FC Porto.

Só que o derradeiro encontrou pautou-se por muita polémica, com o FC Porto a velar críticas às arbitragens, sendo que o treinador da modalidade no clube de Pinto da Costa, Moncho López, foi muiti crítico nos reparos.

Moncho chegou mesmo a dizer que teria de se calar para não dizer tudo aquilo que pensa. "Se eu disser tudo o que penso é crime", afirmou o técnico espanhol que orienta o FC Porto há vários anos.

O Sporting acabou por vencer a partida por 86-85 e celebrou a conquista do campeonato português de basquetebol.