Modalidades
"Federação amadora". Vice do Benfica fala em "frete e vulgaridade"
Redação
2021-04-05 12:30:00
Fernando Tavares critica ausência de troféu para os campeões de voleibol

Fernando Tavares, vice-presidente do Benfica, lamenta a atitude da Federação Portuguesa de Voleibol (FPV) por não ter feito a entrega do troféu de campeão ao clube da Luz, acabando a equipa de Marcel Matz por improvisar um troféu com recurso a garrafas de água amarradas umas às outras. "O presidente da FPV afirmou que a taça de campeão nacional não foi entregue por causa da pandemia, que não pretendiam andar de um lado para o outro com a taça e que finalmente tinha avisado o Benfica. Estas declarações, para além de pouco institucionais, quando refere 'andar com a taça de um lado para o outro', como se de um frete ou uma vulgaridade se tratasse, tem vários equívocos".

O dirigente do Benfica com responsabilidades nas modalidades encarnadas na direção de Luís Filipe Vieira explica aquilo que não lhe parece correto por parte da FPV. "Primeiro, não me pareceu que a pandemia tivesse afastado público do pavilhão e representasse um problema. Segundo, se era para andar com a taça de um lado para ou outro essa expressão tem um pressuposto preconceituoso: o Benfica nunca conseguiria fechar o título na Terceira. Finalmente, quando afirma ter avisado o Benfica. Na verdade, quando contactado por um membro do staff do Benfica, e não o contrário, a propósito de outro assunto, o presidente da federação realmente a meio da conversa referiu ser possível que ninguém fosse aos Açores deixando a ideia, a conversa decorreu quinta feira, que tal podia ser alterado caso o Benfica ganhasse na sexta-feira como acabou por se verificar".

Em mensagem deixada nas redes sociais, Fernando Tavares diz que "o presidente da federação teve tempo para emendar a mão". "Mas não, preferiu desrespeitar o Benfica e a sua equipa de voleibol", criticou o dirigente do Benfica, lamentando esta posição da FPV. "Quanto à sua última declaração, dizendo que entregará a taça em tempo oportuno, eu diria que o tempo oportuno teria sido entregá-la no dia do desfecho, esse tempo oportuno terminou, e que a partir daqui o Benfica não abdica da sua entrega na Casa do Benfica da Ilha Terceira", coisa que o clube da Luz, aliás, já tinha exigido que fosse feito.

Fernando Tavares diz ainda que "se tal não ocorrer, não haverá taça e estou certo que será criado no Museu Cosme Damião um espaço que glorifique a nossa magnífica equipa e enalteça este infeliz e triste incidente protagonizado por uma federação amadora", criticou o vice do Benfica, que se sagrou campeão nacional de voleibol, neste domingo, mas não teve direito à entrega do troféu, acabando a equipa benfiquista por fazer uma 'taça' com recurso a garrafas de água. Os comandados de Marcel Matz dominaram por completo a fase final. Nas meias-finais bateram o Sporting por 3-0, resultado que repetiram na final, frente à AJ Fonte do Bastardo.