Modalidades
"Dedico esta medalha à Adidas e à Puma. Disseram que eu não tinha capacidade"
2021-07-29 13:25:00
Jorge Fonseca envia mensagem irónica às marcas que não acreditaram no judoca

O judoca português Jorge Fonseca, bronze nos -100 kg de Tóquio2020, deixou uma mensagem irónica às marcas que terão negado patrocínios, por considerarem, segundo alega em declarações à RTP, que o atleta "não tem capacidades" para merecer um patrocínio. 

"Vou dedicar esta medalha à Adidas e à Puma. Porque me disseram que eu não tinha capacidade para ser representante deles. Então, dedico esta medalha para os dirigentes da Adidas e da Puma. Sou bicampeão do mundo, terceiro dos Jogos Olímpicos, qual é o estatuto que eu preciso mais para ser patrocinado pela Adidas e pela Puma? Esta medalha é dedicada a eles. Força, Portugal", disse Jorge Fonseca, à RTP.

Jorge Fonseca conquistou hoje o bronze na categoria de -100 kg dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, ao bater o canadiano Shady Elnahas por waza-ari, alcançando a 25.ª medalha do deporto português em Jogos Olímpicos.

Depois de dois títulos mundiais, os primeiros da história do judo português, e uma medalha de bronze em Europeus, o atleta do Sporting, que no Rio2016 tinha sido 17.º, garantiu a sua primeira medalha olímpica, ao pontuar para waza-ari a 39 segundos do fim.

Portugal passou a contar quatro medalhas de ouro, oito de prata e 13 de bronze, três das quais no judo, por Telma Monteiro (-57 kg) no Rio2016, e Nuno Delgado (-81 kg) em Sydney2000, e, agora, Jorge Fonseca em Tóquio.

Veja o vídeo: