Match Centre
Manchester City chega pela primeira vez à final da Liga dos Campeões
Redação
2021-05-04 22:15:00
Equipa inglesa vence Paris Saint-Germain na segunda mão das meias-finais

Com um ‘bis’ do argelino Riyad Mahrez, que marcou duas vezes em contra-ataque, o Manchester City apurou-se hoje para a sua primeira final da Liga dos Campeões de futebol, após triunfo por 2-0 sobre o Paris Saint-Germain.

Depois do triunfo por 2-1 em Paris, Pep Guardiola manteve Rúben Dias e Bernardo Silva no ‘onze’ – João Cancelo esteve, agora, no banco, enquanto Danilo entrou aos 75 minutos no conjunto francês –, ante um rival que partiu ferido pela ausência de Mbappé, que não recuperou de lesão, falhando o encontro decisivo.

O avançado argelino Riyad Mahrez foi determinante neste momento histórico dos britânicos, uma vez que já tinha sido o autor do golo que consumou a reviravolta em França.

Num relvado surpreendentemente coberto de granizo, os gauleses até começaram melhor, com pressão alta e a criar perigo, porém, em contra-ataque, beneficiando dessa ousadia do rival, os ingleses foram letais.

Ederson pontapeou longo, o lateral ucraniano Zinchenko cruzou na esquerda para o belga De Bruyne, que acertou num contrário, com a bola a sobrar para Mahrez, que, de angulo apertado, atirou entre as pernas do costa-riquenho Keylor Navas.

O Manchester City dava a iniciativa do jogo aos forasteiros, porém só por duas vezes sentiu a sua baliza verdadeiramente ameaçada, a primeira aos 16 minutos, em cabeceamento de Marquinhos que embateu na parte superior da trave.

Aos 19 minutos, Ederson teve uma arriscada reposição de bola, Di Maria roubou o esférico no ataque e atirou para a baliza desprotegida, porém a bola descreveu um arco e saiu ao lado.

A eliminatória ficou decidida aos 63 minutos, em rápido contra-ataque concluído com cruzamento de Foden na esquerda e emenda de Mahrez, sozinho ao segundo poste.

Di Maria seria expulso, aos 69 minutos, por pisão ostensivo a Fernandinho – na primeira mão, o senegalês Idrissa Gueye levou o vermelho aos 77 minutos, quando os ‘citizens’ já estavam na frente – e acabou, de vez, com o sonho da final.

Aos 77 minutos, em lance individual, Foden, um dos melhores em campo, atirou cruzado com o pé esquerdo, mas a bola foi devolvida pelo poste.

Quarta-feira, Chelsea e Real Madrid decidem o outro finalista, sendo que os ingleses, que afastaram o FC Porto nos quartos-de-final, empataram 1-1 em Espanha.

A final disputa-se em 29 de maio em Istambul.