Grande Futebol
"Vocês têm noção da palavra de Pinto da Costa? A palavra dele vai à missa"
Redação
2021-03-18 10:40:00
Presidente portista confia que dragões podem repetir feito de 1987

“Depois de ter eliminado a Juventus, o FC Porto pode chegar à final e ganhá-la”. A frase é de Pinto da Costa, presidente do FC Porto, figura incontornável do dirigismo mundial e que já tem no seu currículo, entre outras conquistas, duas vitórias em finais da Liga dos Campeões.

Pinto da Costa elevou a fasquia até ao nível de 1987, altura em que o dragão de Futre, Madjer e Juary foi mais forte em Viena, na Áustria, e bateu o poderoso Bayern.

Para Paulo Futre, é preciso ter noção daquilo que Pinto da Costa disse e perceber que o presidente dos dragões não fala por falar e o que diz é sempre calculado e tem um objetivo.

Campeão europeu pelo FC Porto precisamente em 1987, Paulo Futre lembra a importância e o impacto que as palavras de Pinto da Costa têm no grupo de trabalho.

"Esta mensagem é muito forte. Dá moral, motiva, dá confiança. Vocês têm noção da palavra de Pinto da Costa? A palavra dele vai à missa, como dizem os espanhóis", comentou Paulo Futre, certo de que o plantel de Sérgio Conceição acompanhou de perto a recente conversa do presidente no Porto Canal. Aliás, Futre não tem dúvidas de que as palavras de Pinto da Costa mexem com o balneário.

"A partir de agora tudo é possível", indicou o ex-futebolista do FC Porto, certo de que Pinto da Costa para dizer o que disse em público "já o disse no balneário" em conversa privada com os jogadores.

"É uma fera", destacou Paulo Futre, considerando que não é em vão que Pinto da Costa falou do FC Porto de 1987, que bateu o Bayern numa noite em que Futre foi uma das figuras.

O antigo internacional português diz que quem olha para o atual quadro de equipas nos quartos de final da Champions League encara o Bayern como a equipa "a evitar". Mas Futre entende que os portistas devem olhar com confiança para esta Liga milionária e diz que quem deve temer o FC Porto é precisamente a equipa de Munique.

Paulo Futre lembra que o treinador atual do Bayern, Hans-Dieter Flick, esteve presente naquela noite de Viena em que o FC Porto se superiorizou e acredita que, se o sorteio colocar os dragões no caminho do conjunto bávaro, nem conseguirá dar a palestra antes da eliminatória.

"Se tocar ao FC Porto ao Bayern, o treinador deles não conseguirá dar a palestra", considera Paulo Futre, certo de que na cabeça de Flick vão estar "os fantasmas" de 1987. "Como é que ele vai dar a palestra?", questionou Futre, na CMTV, confiando que o grupo de Sérgio Conceição está comprometido com as palavras de Pinto da Costa.

“Depois de ter eliminado a Juventus, o FC Porto pode chegar à final e ganhá-la. É o meu desejo, a minha esperança. Acredito que pode acontecer. Já em 1987 só eu acreditava. O Artur Jorge sentiu-se contagiado e também passou a acreditar. E o que é certo é que fomos à final com o Bayern e ganhámos. Sem sentimento de vingança, porque sempre que fomos a finais ganhamo-las todas”, afirmou o dirigente portista.