Grande Futebol
"Temos de acabar de vez com as pessoas que se aproveitam do futebol", diz Caiado
Mauro
2020-04-27 19:45:00
Ex-Sporting assume que é uma "oportunidade única" de mudar o ambiente no futebol

Atualmente ao serviço do Hermannstadt, da Roménia, David Caiado, apela à FIFA, UEFA e federações para que protejam os jogadores da gestão danosa dos clubes.

Em declarações à Rádio Renascença, o futebolista de 32 anos afirma que é uma “oportunidade única” de dar um ambiente mais saudável ao futebol.

“É uma oportunidade única para as ligas e federações assegurarem que os clubes têm meios para cumprir as obrigações contratuais que estabelecem com jogadores e treinadores, de forma a dar um ambiente mais saudável ao futebol”, afirmou David Caiado.

Ao mesmo tempo, o jogador formado no Sporting assegura que os dirigentes que se “aproveitam do futebol” têm que sair de vez da modalidade.

“Temos de acabar de vez com as pessoas que se aproveitam do futebol e que tratam jogadores e treinadores de forma desumana e cruel”, acrescentou.

Com salários em atraso desde dezembro, a direção do Hermannstadt anunciou, no dia 27 de março, que os contratos seriam suspensos de forma temporária, devido ao Estado de Emergência decretado no país romeno.

Sendo um dos seis portugueses no plantel, David Caiado pondera se valerá a pena continuar a jogar na Roménia.

“Se a situação se prolongar durante mais algum tempo, haverá problemas. O que nos leva a pensar, nesta altura, é se vale a pena estar longe da família para passar por situações destas”, indicou.