Grande Futebol
Seis jogos da Liga Italiana adiados devido ao Covid-19
Mauro
2020-03-05 17:35:00
A decisão foi anunciada esta quinta-feira pelo organismo que tutela o campeonato italiano

Os seis jogos da 26.ª jornada da Liga italiana de futebol que foram adiados devido ao surto de Covid-19, entre os quais o Juventus-Inter de Milão, vão ser realizados no domingo e na segunda-feira, à porta fechada.

A Liga italiana de futebol anunciou o acerto de calendário na ‘Serie A’, sendo que o duelo entre a líder Juventus, do internacional português Cristiano Ronaldo, e o terceiro classificado, Inter de Milão, vai disputar-se no domingo, a partir das 19:45 (hora de Lisboa).

Esta medida surge depois do decreto aprovado na quarta-feira pelo governo italiano sobre as competições desportivas, que dita que todos os eventos que concentrem muitas pessoas serão disputados à porta fechada até 03 de abril, para evitar a difusão do coronavírus no país.

Além do embate ‘grande’ da ronda, disputar-se-ão também no domingo as partidas AC Milan-Génova, Parma-SPAL, Sampdoria-Verona e Udinese-Fiorentina, enquanto o Sassuolo-Brescia fecha o acerto da ronda 26 na próxima segunda-feira.

Por outro lado, três dos quatro encontros da 25.ª jornada que também foram adiados devido à epidemia de Covid-19 (Atalanta-Sassuolo, Verona-Cagliari e Torino-Parma) foram agendados para 18 de março.

Já o outro embate dessa ronda, entre o Inter de Milão e a Sampdoria, vai ser jogado em data ainda a designar, uma vez que os ‘nerazzurri’ estão envolvidos na Liga Europa e apenas poderão ter disponibilidade de calendário no final de maio.

O surto de Covid-19, detetado em dezembro, na China, e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou cerca de 3.300 mortos e infetou mais de 95 mil pessoas em 79 países, incluindo nove em Portugal.

Das pessoas infetadas, mais de 50 mil recuperaram.

Além de 3.012 mortos na China, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Hong Kong, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América e Filipinas, San Marino, Iraque, Suíça e Espanha.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou o risco para “muito elevado”.