Grande Futebol
Negociação de Pepê é "conversa fiada" e "o apressado come cru"
Redação
2021-01-07 12:30:00
Diretor do Grémio garante que não há negociação, treinador envia recado ao empresário e presidente promete pulso firme

O avançado Pepê, do Grémio, é alvo do FC Porto, que pretende garantir a contratação do jogador já nesta janela de mercado. Mas o clube brasileiro tem uma estratégia diferente e tenta contar com o atleta até ao fim da temporada. No meio destes interesses contraditórios, está o empresário Adriano Spadotto, que insiste que a venda do passe se concretize o mais rapidamente possível, estando no terreno a trabalhar nesse sentido.

O treinador do emblema brasileiro, Renato Portaluppi, critica as pressões do agente e sugere que Spadotto seja "inteligente": esperar pela valorização do jogador (que está à porta do 'escrete' e pode sagrar-se campeão) e pensar numa transferência apenas no final da época. 

"O empresário do jogador deveria pensar com um pouco mais de inteligência. Sendo campeão, [o jogador] é valorizado. As pessoas acham que os negócios têm que sair da noite para o dia. Estes empresários têm-se aproveitado muito dos clubes. Muita calma nessas horas. 'Ah, porque fulano ligou para ele, esse [clube] está interessado'. O apressado come cru. Daqui a pouco os empresários ficam 'botando minhoca', essa é a verdade. O jogador não está aqui e é desvalorizado lá fora", criticou o treinador, citado pelo Globoesporte. 

Renato Portaluppi referiu que "é lógico" que conta com Pepê e lembra que o jogador tem contrato com o Grémio. Mas Paulo Luz, o 'vice' responsável pelo futebol, vai mais longe e garante que o clube não recebeu qualquer proposta formal, neste mês de janeiro. 

"Temos que ter muita tranquilidade neste momento, muita serenidade. Primeiro, estes atletas têm contrato em vigor com o Grémio por um prazo longevo. Segundo, o que há neste momento é muita conversa. Até diria assim: muita conversa fiada. Porque não há nada de proposta formal, oficial", referiu o dirigente, também citado pelo Globoesporte. 

Além da ausência de proposta, quer do FC Porto, quer de qualquer outro clube, segundo a versão dos dirigentes do clube brasileiro, não há "nenhuma reunião marcada com o empresário nem com qualquer clube da Europa".

O Grémio não desmente, porém, que há uma pressão exterior para que este negócio seja concretizado, mas reitera que há mais notícias sobre o tema do que contactos com a direção. E o empresário Adriano Spadotto é, segundo o clube, a figura mais interessada em transferir Pepê para a Europa.

O presidente Romildo Bolzan abordou, anteontem, este assunto, em declarações à RBS TV, onde garantiu que não há negociações. "Nós vamos fazer todo o esforço, se houver proposta. E estou a falar de uma conjetura, porque não temos proposta para avaliar, essa é que é a verdade. Mas se efetivamente acontecer, nós queremos que o Pepê continue connosco até ao último momento da Copa do Brasil", disse.

FC Porto e Grémio estabeleceram contactos, em outubro passado, sendo que o emblema brasileiro não aceitou negociar o jogador, que se tornou peça essencial no onze depois da saída de Everton para o Benfica. Os dragões estão interessados no avançado, mas têm de lidar, curiosamente, com as mesmas dificuldades que o Benfica enfrentou quando quis contratar Everton: um treinador a travar a saída e uma direção intransigente.

E tal como sucede nestes casos, a vontade do jogador acaba por prevalecer. Pepê poderá ser a figura central para aproximar os dois clubes, no dia em que FC Porto e Grémio se sentarem à mesa das negociações.