Grande Futebol
Saída de Beto foi “passo atrás” para “dar dois à frente”, garante Paulo Sérgio
2021-09-11 16:45:00
Treinador do Portimonense desvaloriza perda do avançado

O treinador do Portimonense disse hoje que a saída do avançado Beto foi um “passo atrás” para, caso as alternativas vinguem, dar “dois à frente”, na véspera do jogo com o Boavista, da I Liga de futebol.

“Perdemos o ponta de lança que vínhamos trabalhando – e que boa conta vinha dando do recado – e temos agora esse trabalho para desenvolver novamente com dois jovens. Nesse capítulo, podemos ter dado um passo atrás, mas esperamos e temos a convicção de que, dentro de um curto espaço de tempo, poderemos estar a dar dois à frente”, disse Paulo Sérgio, na antevisão à partida de domingo, da quinta jornada da prova.

O avançado Beto, que somava já dois golos na I Liga esta época, depois de ter registado 11 na temporada anterior, foi transferido para a Udinese (empréstimo com opção de compra obrigatória) no fecho do mercado.

O técnico manifestou confiança nos jovens Renato Júnior e Aponza: “Temos de fazer novamente o processo com esses dois jovens, que acreditamos terem potencial e, se forem determinados, conseguiremos dali trazer algo de bom ao Portimonense”.

Paulo Sérgio manifestou-se “satisfeito”, depois de a administração da SAD ter conseguido também “mais soluções para os corredores em termos ofensivos” e outra opção para o setor defensivo no flanco esquerdo, com Lazaar.

“De forma geral, temos soluções para fazer um bom trabalho, assim a resposta e a capacidade de sofrimento de todos estejam nos níveis que são exigidos. Porque fácil não será, não será para nós, nem para ninguém”, frisou o treinador dos algarvios.

Sobre a deslocação de domingo ao terreno do Boavista, Paulo Sérgio lembrou a derrota dos algarvios (2-0), para a Taça da Liga, no Estádio do Bessa, no início da temporada.

“Os treinadores são os mesmos, as ideias não devem ter mudado muito, mas houve grandes alterações no Boavista, como houve algumas adições no nosso grupo”, comparou.

Elogiando uma equipa “muito compacta defensivamente e com jogadores de grande talento nas ações ofensivas”, Paulo Sérgio notou ainda que o Bessa é “um estádio tradicionalmente difícil, com um público fantástico para a equipa da casa”, mas o Portimonense está “preparado para ir lá competir pelos pontos em causa”.

O Boavista, quinto classificado da I Liga, com sete pontos, e o Portimonense, sétimo, com seis, defrontam-se no domingo, às 18:00, no Estádio do Bessa, no Porto, com arbitragem de André Narciso (Setúbal).