Grande Futebol
“Ronaldo conduziu-nos ao Olimpo. É o protótipo do jogador moderno”, diz Nedved 
Redação
2021-03-24 14:00:00
Vice-presidente da Juventus reitera confiança no internacional português e garante Ronaldo “pelo menos até 2022” 

O vice-presidente da Juventus, Pavel Nedved, teceu fortes elogios a Cristiano Ronaldo, que foi colocado na mira das críticas depois da eliminação dos transalpinos nos oitavos de final da Liga dos Campeões, por ‘culpa’ do FC Porto. 

“Cristiano Ronaldo é intocável. Tem contrato válido até 30 de junho de 2022 e vai ficar. O que acontecerá a seguir? Logo se verá”, afirmou hoje Nevdev, em declarações reproduzidas pelo Tuttosport. 

O dirigente afirma mesmo que “Cristiano Ronaldo conduziu a Juventus “ao Olimpo do futebol”. E Pavel Nedved recorre aos números para ‘calar’ os críticos do internacional português. 

“Cristiano conduziu-nos ao Olimpo do futebol. A nível físico e técnico, é inatacável: marcou mais de 100 golos em 120 jogos e, além disso, arrastou a equipa para a Champions. É uma pessoa muito simples, apesar de não parecer. Cristiano Ronaldo é o protótipo do jogador moderno que, com imenso talento e muito trabalho, atingiu conquistas incríveis”, afirma Nedved. 

O futuro de Cristiano Ronaldo tem sido tema de conversa no mundo do futebol, até porque não existe por parte da Juventus uma manifestação de intenção de renovar contrato. Já depois da eliminação da Juventus da Liga dos Campeões, Zidane lançou uma pequena ‘bomba’, manifestando o desejo de ver CR7 de regresso ao Real Madrid. 

“O regresso de Cristiano pode acontecer. Pode acontecer. Talvez haja um fundo de verdade. Conhecemos o Cristiano, sabemos o que ele fez aqui no Real Madrid. No entanto, neste momento ele é jogador da Juventus e temos de respeitar esse facto e respeitar a Juventus”, referiu o técnico do Real.

Após a eliminação da Juventus frente ao FC Porto, nos oitavos de final da Champions, Ronaldo, que ficou em branco nessa eliminatória, foi muito criticado em Itália e a imprensa desportiva tem noticiado que o português, que tem mais um ano de contrato, poderá abandonar o clube de Turim no final da temporada.