Grande Futebol
Ronaldo chegou ao golo 103 e está mais perto do recorde de Ali Daei
Redação
2021-03-30 22:10:00
Avançado até nem esteve inspirado nesta tripla ronda de apuramento, mas voltou a deixar a sua marca

O futebolista português Cristiano Ronaldo viveu, em sete dias, uma tripla jornada de apuramento para o Mundial de 2002 de enorme desinspiração, mas, entre muitos falhanços, e golos que deveriam ser validados, acabou por chegar ao 103.º golo pela seleção das quinas.

Depois de ter ficado em branco face ao Azerbaijão (1-0) e na Sérvia (2-2), onde viu ser-lhe anulado um tento em que a bola até ultrapassou a linha, Ronaldo apontou hoje o segundo tento luso no Luxemburgo, onde Portugal venceu por 3-1, após estar a perder.

Desta forma, o jogador português, que não falhou um único minuto dos três jogos – algo só repetido por Anthony Lopes e Rúben Dias –, colocou-se a seis golos do iraniano Ali Daei, o recordista mundial de golos em seleções, com 109.

Agora com 173 internacionalizações ‘AA’, Cristiano Ronaldo vai ter de esperar até junho para voltar à carga, nos particulares com Espanha (04) e Israel (09), a anteceder a fase final do Euro2020 e os jogos com Hungria (15), Alemanha (19) e França (23).

Com o tento 103, o jogador da Juventus acabou também com uma ‘seca’ de quatro jogos sem faturar, pois, antes de ficar a zero face a azeris e sérvios, também não tinha faturado nos últimos dois jogos da Liga das Nações, com França (0-1) e Croácia (3-2).

No que respeita a jogos a contar para Mundiais, Ronaldo totaliza agora 38 golos, entre qualificação (31) e fase final (sete), apenas menos um do que o recordista, o guatemalteco Carlos Ruiz, que totalizou 39, todos em apuramentos.

Na época 2020/21, Ronaldo está agora com 34 golos, em 43 jogos, para um total de 778 tentos, em 1.077 encontros oficiais como sénior, desde que, em 2002/03, subiu à equipa principal do Sporting – estreou-se em 14 de agosto de 2002.

Face ao Luxemburgo, Diogo Jota logrou, por seu lado, o sexto golo como internacional ‘AA’, em apenas 12 jogos, e só cinco como titular, e o terceiro nesta fase de qualificação, após o ‘bis’ na Sérvia.

Na tabela dos goleadores lusos, Diogo Jota saltou para o 43.º lugar, juntando-se a Gonçalo Guedes, o ‘herói’ da Liga das Nações de 2019, e a ‘lendas’ como o António Araújo, José Travassos, Humberto Coelho e Paulo Futre.

Para o ‘leão’ Palhinha, foi dia de estreia a marcar, ao terceiro jogo, sendo que só soma 25 minutos.