Grande Futebol
Raphael Guerreiro em destaque na goleada do Dortmund diante do Schalke 04
Redação
2020-05-16 18:00:00
Lateral português bisou na partida

O internacional português Raphäel Guerreiro ‘puxou dos galões’ no regresso hoje da liga alemã de futebol, ao 'bisar' no dérbi do Ruhr, entre Borussia Dortmund e Schalke 04, o primeiro da história sem público nas bancadas.

O rigoroso protocolo sanitário que permitiu à 'Bundesliga' retomar a competição, mais de dois meses após ter sido suspensa em março devido à pandemia da covid-19, fez ecoar pelos estádios o barulho de cada passe ou pontapé na bola.

O palco foi o relvado em cada um dos cinco jogos que abriram a 26.ª ronda, mas os sons pareciam de pavilhão: a cada grito de um treinador, ao barulho da instalação sonora – audível no primeiro golo deste regresso -, ou às trocas de palavras entre jogadores.

Em Dortmund, com a equipa da casa a ter algumas baixas importantes, como Witsel ou Emre Can, fisicamente indisponíveis, e Jadon Sancho no banco, foram vários os jogadores que brilharam no dérbi.

A começar por Raphael Guerreiro, com dois golos em quatro remates. O português fez o 2-0 aos 45 minutos, a terminar a primeira parte, e o 4-0 final aos 63, numa boa combinação com o norueguês Haaland.

O avançado norueguês, jogador sensação do Dortmund, despediu-se em março a marcar, no campeonato e na Liga dos Campeões, e hoje foi o primeiro a colocar a bola no fundo das redes, ao fazer o 1-0, o primeiro golo nos cinco jogos do início da tarde.

Contratado no mercado de inverno ao Salzburgo, em 11 jogos pelo Borussia o avançado norueguês já marcou 12 golos, nove dos quais na Liga alemã, numa goleada em que Thorgan Hazard fez o terceiro golo, e Julian Brandt esteve em dois golos.

O triunfo deixa o Dortmund a um ponto do líder e heptacampeão Bayern Munique, que tem o seu regresso na 'Bundesliga' agendado para domingo, quando visitar o Union Berlim (12.º classificado).

O Leipzig saiu com um empate na ronda, num jogo em que o Friburgo marcou por Manuel Gulde, aos 34 minutos, Poulsen ainda empatou aos 77, e no qual os visitantes ainda tiveram um lance invalidado, já nos descontos, por fora de jogo.

O regresso foi de ‘festa’ para outros visitantes, no caso o Wolfsburgo e o Hertha Berlim, que venceram nas visitas ao Augsburgo (2-1) e Hoffenheim (3-0), respetivamente, enquanto Fortuna Dusseldorf e Paderborn terminaram empatados sem golos.

A Liga arrancou com a possibilidade de se realizarem cinco substituições em cada jogo - utilizada hoje pelo Schalke, Paderborn e Hertha Berlim -, devido à longa paragem que os jogadores enfrentaram, e sem a obrigatoriedade de máscara para os treinadores.

Hoje ainda está previsto o jogo entre Eintracht Frankfurt, de André Silva e Gonçalo Paciência (lesionado) e Borussia Moenchengladbach, no domingo o Union Berlin-Bayern Munique, e na segunda-feira o Werder Bremen-Bayer Leverkusen. 

Devido à pandemia de covid-19, alguns campeonatos de futebol, como França e Países Baixos, foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição com fortes restrições, como sucede com Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 04 de junho.

O futebol na Alemanha tem sido encarado como um ‘balão de ensaio’ na retoma das competições e quando a pandemia do novo coronavírus ainda atinge países por todo o mundo.