Grande Futebol
Raphaël Guerreiro assiste para golo histórico, mas Dortmund perde em Berlim
Redação
2020-12-18 22:15:00
Union Berlim, que não vencia há quatro jogos, subiu provisoriamente ao quinto lugar

O português Raphaël Guerreiro assistiu hoje Youssoufa Moukoko para o golo mais jovem de sempre na Liga alemã, ainda assim insuficiente para impedir a derrota do Borussia Dortmund com o Union Berlim (2-1), na 13.ª jornada.

Na partida que abriu a ronda, a formação da capital germânica adiantou-se no marcador aos 57 minutos, por intermédio do nigeriano Taiwo Awoniyi, só que os visitantes foram lestos a repor a igualdade e logo com um golo histórico.

Aos 60 minutos, o internacional luso desmarcou Youssoufa Moukoko na área adversária e o adolescente do Borussia não enjeitou a ocasião no sexto jogo oficial pela equipa principal, tornando-se, com 16 anos e 28 dias, o jogador mais jovem de sempre a marcar na ‘Bundesliga’.

Moukoko, que ainda não era nascido quando Portugal organizou o Euro2004, demorou pouco mais de seis meses a bater este recorde, que pertencia a Florian Wirtz, jogador do Bayer Leverkusen que, em 06 de junho, marcou na derrota dos ‘farmacêuticos’ diante do Bayern de Munique, contava na altura 17 anos e 34 dias.

Em poucas semanas, o avançado, nascido em 20 de novembro de 2004, quebrou o terceiro recorde, depois de se ter tornado no mais jovem de sempre a jogar na ‘Bundesliga’ (16 anos e um dia) e na Liga dos Campeões (16 anos e 18 dias).

Contudo, o golo de Moukoko revelou-se insuficiente para as pretensões do Dortmund, já que Marvin Friedrich colocou o Union Berlim novamente em vantagem, aos 78 minutos, e assegurou o triunfo da formação da casa.

O Union Berlim, que não vencia há quatro jogos, subiu provisoriamente ao quinto lugar da ‘Bundesliga’, com 21 pontos, menos um do que o Borussia Dortmund, quarto colocado e que só conseguiu uma vitória nas últimas cinco jornadas.