Grande Futebol
“Quando vestimos esta camisola temos de a honrar”, diz Pepe
Redação
2021-04-06 12:50:00
Defesa acredita que o título europeu “é possível”, se os valores do FC Porto imperarem 

O capitão do FC Porto fez hoje a antevisão do jogo com o Chelsea, a contar para a primeira mão dos quartos de final da Champions. Em conferência de imprensa, Pepe foi a voz da ambição do campeão português. 

É um jogo difícil, somos uma equipa humilde e trabalhadora. Quando vestimos esta camisola temos de a honrar, temos de ter garra e paixão. E é isso que vamos tentar fazer, respeitando o Chelsea. Mas queremos ganhar a eliminatória, para seguir em frente na Champions”, referiu. 

Relativamente ao adversário, com maiores meios financeiros, Pepe destaca que os orçamentos não ditam vencedoresÉ uma equipa com um plantel avaliado em 700 milhões, mas isso não joga. O Chelsea tem grandes jogadores, mas nós preparámos bem o jogo. E é isso que vai ditar o resultado. Não há certezas no futebol, mas espero que possamos continuar em prova e sermos a equipa a que já habituámos os nossos adeptos”. 

Reeditar o êxito da eliminatória anterior será o objetivo do FC Porto, mas Pepe lembra que este é outro jogo, que terá novas exigências, com um ponto em comum: um FC Porto no limite. 

“O jogo com a Juventus é passado. Contra o Chelsea, é outra história. O jogo vai ditar situações completamente diferentes. Vamos ter de trabalhar como equipa. Tendo esse aspeto, tendo sempre o sentido da baliza, pensando em ganhar, seremos uma equipa difícil de bater. Vamos honrar as nossas cores e tentar dar uma alegria aos nossos adeptos”, realçou Pepe. 

“Hoje, já não há jogos fáceis. Acreditamos no nosso trabalho. Se seguirmos com rigor aquilo que o treinador nos pede, temos muita probabilidade de ganhar jogos e, neste caso, de passar esta eliminatória”, acrescentou. 

O defesa-central, que conquistou três Ligas dos Campeões ao serviço do Real Madrid, acredita que o título europeu é possível. Mais: erguer este troféu com a camisola do FC Porto é algo que persegue. “Claro que sim. Caso contrário, não acordaria todos os dias, para trabalhar no Olival, com esta paixão, com aquilo que me dá prazer – estar dentro do campo, acreditando que é possível vencer”, referiu. 

Pepe lamentou o facto de os jogos terem que se disputar em Sevilha, devido às restrições motivadas pela pandemia de covid-19, e salientou a importância de jogar no Estádio do Dragão.

"É sempre bom jogarmos em casa, mesmo que não tenhamos adeptos, faz sempre recordar-nos as cores do estádio, joga-se com isso também. Mas estamos preparados, concentrados, porque não sofrer golos em casa é importante na Champions, nesse sentido estamos focados, mentalizados para fazermos um bom jogo e não sofrer, que é muito importante", concluiu.

Os jogos entre FC Porto e Chelsea, dos quartos de final da Liga dos Campeões, marcados para esta quarta-feira para o dia 13 de abril, vão ser disputados em Sevilha, no Ramón Sánchez Pizjuándevido à pandemia de covid-19.

A comitiva azul e branca parte para a cidade espanhola nesta terça-feira, às 17h00. O jogo com o Chelsea decorre amanhã, a partir das 20h00.