Grande Futebol
Portugal vence Escócia e iguala Finlândia no topo da qualificação para Europeu
2020-11-27 21:00:00
Ana Borges deu o triunfo à equipa das quinas no Estádio do Restelo

Um golo da futebolista Ana Borges permitiu hoje Portugal igualar a Finlândia na liderança do grupo E da fase que qualificação para o Euro2022, com o triunfo diante da Escócia (1-0), em jogo da quinta jornada.

O golo de Ana Borges surgiu aos 69 minutos, depois de uma primeira parte na qual a ‘equipa das quinas’ dispôs de três oportunidades.

Com este resultado, Portugal igualou a Finlândia na liderança, com 13 pontos, embora as nórdicas tenham vantagem no confronto direto. A Escócia permanece em terceiro com nove. A seleção lusa volta a entrar em ação em 01 de dezembro, às 17:45, na receção à Albânia.

A Escócia entrou mais pressionante, a jogar no meio-campo de Portugal, mas a não conseguir materializar em remates enquadrados à baliza o tempo que dispôs da posse de bola.

Ao invés, as jogadoras portuguesas, muito disciplinadas taticamente e na ocupação de espaços, tiveram nos pés a oportunidade de inaugurar o marcador aos 13 e 27 minutos, quando Diana Silva e Ana Borges testaram os reflexos da guarda-redes Lee Alexander.

Diana Silva, aos 37 minutos, obrigou novamente Lee Alexander a uma defesa apertada, e apesar de não ter segurado a bola, Ana Capeta, presa por adversárias na pequena área, não a conseguiu ‘roubar’ para fazer o golo.

Na segunda parte, Portugal subiu no terreno, abriu mais a frente de ataque, aos 50 minutos, Cláudia Neto, descaída na direita, fez uma incursão na área rematando para a defesa da guarda-redes escocesa.

A entrada de Martha Ellen Thomas, aos 54 minutos, permitiu às forasteiras rodar o triângulo de meio-campo, jogando com apenas um médio defensivo, situação que obrigou Portugal a ter mais cautelas defensivas, arrefecendo o pendor ofensivo que estava a ter até então.

Ainda assim Portugal não se atemorizou, manteve os olhos no ataque, e Ana Borges, aos 69 minutos, fez o 1-0, após assistência de Tatiana Pinto.

Na luta pelo segundo lugar, a Escócia voltou a subir no terreno, na tentativa de procurar o golo da igualdade e, aos 83 minutos, Patrícia Morais defendeu o remate de Martha Ellen Thomas.

Com as forasteiras a dominarem a posse de bola, Portugal fechou-se às sete chaves e não permitiu mais nenhum remate.