Grande Futebol
Onze factos rápidos do Andorra 0, Portugal 2
2017-10-08 19:45:00
Portugal venceu Andorra com golos de Ronaldo e André Silva.

Ronaldo não era suplente num jogo da Seleção Nacional desde o dia 8 de junho de 2010. Nesse dia, num amigável frente a Moçambique de preparação para o Mundial da África do Sul, Ronaldo entrou a 27 minutos do fim. Se considerarmos apenas jogos oficiais da Seleção, a última vez que Ronaldo ficou no banco de suplentes foi no Euro 2004, ainda durante a fase de grupo, frente à Rússia.

- Com o golo frente a Andorra, Ronaldo chegou aos 79 golos, em 146 jogos pela Seleção, cimentando a sua posição de melhor marcador de sempre da Seleção e continuando a subir na lista dos maiores goleadores internacionais de sempre. Destacou-se de Hussein Saeed (Iraque), que tem 78, e aproximou-se do japonês Kunishige Kamamoto (80) e do húngaro Ferenc Puskas (84). Quem continua muito longe é o iraniano Ali Daei, com 109 golos internacionais

- Com o golo apontado frente a Andorra, Ronaldo chegou aos 15 golos nesta fase de qualificação, igualando Lewandowski, que entretanto já marcou mais um. Somando os golos marcados nas anteriores fases de qualificação para mundiais, Ronaldo já leva 30 golos, o que o torna no recordista nesse aspeto.

- André Silva fez o seu décimo golo em 16 internacionalizações, o que é um início prometedor. Cristiano Ronaldo, por exemplo, fez 4 golos nos seus primeiros 16 jogos. No entanto, Ronaldo chegou a tal registo com apenas 19 anos. André Silva tem 21.

- Na partida deste sábado, a dupla de avançados de Portugal, Ronaldo e André Silva, voltou a marcar. Foi a sexta ocasião em que os dois jogadores marcaram na mesma partida, depois de já o terem feito frente a Andorra (em casa), Ilhas Faroé (fora), Hungria (em casa), Letónia (Fora) e Nova Zelândia (em jogo da Taça das Confederações).

- Ronaldo (15 golos) e André Silva (8) são responsáveis por quase 77% dos golos portugueses neste apuramento para o Mundial. Além dos 23 golos marcados pela dupla, os outros jogadores da Seleção, todos somados, marcaram sete golos. Cancelo e William fizeram dois cada, e Nélson Oliveira, Bruno Alves e Moutinho marcaram por uma vez.

- Uma das razões que levaram Fernando Santos a deixar Ronaldo no banco foi o risco de o jogador ver um cartão amarelo que o deixaria de fora da partida frente à Suíça. Esse risco, no entanto, era reduzido. Em 146 jogos pela Seleção, Ronaldo viu 20 amarelos, o que dá um amarelo a cada 7,3 jogos.

 - Nesta fase de qualificação, Portugal foi a única equipa a conseguir vencer por mais de um golo de diferença em Andorra. A Suíça venceu por 2-1 e a Letónia por 1-0, enquanto as Ilhas Faroé não foram além de um empate e a Hungria perdeu por 1-0.

- Só por uma vez Gelson Martins fez um jogo completo pela Seleção Nacional. Foi no jogo de apuramento do terceiro e quarto lugar, frente ao México, na Taça das Confederações. De resto, das 13 internacionalizações que soma, nove foram como suplente utilizado, e quatro como titular. Nessas, à exceção do tal jogo com o México, foi sempre substituído, mas nunca tal tinha acontecido tão cedo na partida como este sábado, em que saiu ao intervalo.

- Gonçalo Guedes entrou nos últimos minutos da partida, somando a sua terceira internacionalização, aos 20 anos. A última vez que Guedes tinha representado a seleção fora há praticamente dois anos, num amigável frente ao Luxemburgo, a 17 de novembro de 2015. Este foi o primeiro jogo oficial em que participou.

- Gonçalo Guedes foi o 29.º jogador utilizado por Fernando Santos nos nove jogos já disputados de apuramento para o Mundial. O único totalista é Rui Patrício, que é seguido por André Silva e Ronaldo na lista dos jogadores mais utilizados.