Grande Futebol
Leão recebe o ‘todo poderoso’ Manchester City
2022-02-14 09:00:00
Sporting defronta City no regresso da Champions

O Sporting, na ressaca de um intenso jogo no Dragão (2-2), recebe na terça-feira o ‘todo poderoso’ Manchester City, numa primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões em futebol que se prevê muitíssimo complicada.

Face ao conjunto do ‘mago’ Pep Guardiola, que lidera de forma confortável o mais importante de todos os campeonatos da Europa, a Premier League, os ‘leões’ terão de ser perfeitos para se puderem manter na corrida a inédita presença nos ‘quartos’.

Na sua história na principal competição europeia de futebol, que os principais rivais nacionais já venceram duas vezes cada, o Sporting conta apenas uma presença nos ‘quartos’, em 1982/83, e, desde 1992/93, só tinha estado uma vez nos ‘oitavos’.

Dessa vez, em 2008/09, as coisas não correram nada bem aos comandados de Paulo Bento, que foram goleados em Alvalade por 5-0 e no Allianz Arena por 7-1, para um total de 12-1 que é a mais desequilibrada das 300 eliminatórias da ‘era Champions’.

O Sporting parece, agora, uma equipa bem mais capaz, equilibrada e estruturada, num ‘3-4-3’ do qual Rúben Amorim nunca abdica, mas esta época já ‘pagou’ a inexperiência europeia (1-5 com o Ajax) e, face ao City, as dificuldades serão maiores.

A formação de Manchester já perdeu algumas vezes esta época, mais precisamente cinco – com Paris Saint-Germain, Leipzig, Leicester, Tottenham e Crystal Palace -, mas a regra é vencer (27 triunfos, em 36 jogos oficiais).

Provavelmente com os portugueses e ex-benfiquistas Rúben Dias, João Cancelo e Bernardo Silva no ‘onze’, e sem o castigado Kyle Walker, o City vai, certamente, ‘mandar’ no jogo e procurar não levar a eliminatória por resolver para o Etihad, palco da segunda mão, em 09 de março.

Em 2011/12, nos oitavos de final da Liga Europa, e naquela que foi a única eliminatória entre os dois conjuntos, o City, que acabara de eliminar o FC Porto (2-1 no Dragão e 4-0 em Manchester), também era claramente favorito e foi o Sporting a seguir em frente (1-0 em casa, com um tento de Xandão, e 2-3 em Inglaterra).

Ausente do ‘clássico’ de sexta-feira no Dragão, onde o Sporting desperdiçou uma vantagem de dois golos, Pedro Gonçalves é a grande incógnita nos ‘leões’, que já pode contar com o espanhol Pedro Porro, que não jogou face ao FC Porto por castigo.

O City, que poderá não ter Gabriel Jesus, chega a Alvalade depois de uma goleada por 4-0 em Norwich, com um ‘hat-trick’ de Raheem Sterling e um tento de Phil Foden.

No mesmo dia do jogo de Alvalade, as atenções estão também, e sobretudo, centradas na capital francesa, onde o Paris Saint-Germain, ‘desesperadamente’ à procura do seu primeiro título europeu, recebe o Real Madrid, o ‘rei’ da prova, com 13 cetros, o último ainda com Cristiano Ronaldo, em 2017/18.

Agora com o argentino Lionel Messi do seu lado, os líderes destacados do campeonato francês, que podem estar muito perto de perder Kylian Mbappé para os madrilenos, têm em 2021/22 mais uma grande oportunidade para vencer a ‘Champions’.

A época do conjunto comandado pelo argentino Mauricio Pochettino não tem sido muito convincente, mas é a partir de agora que tudo se começa a decidir e, ao PSG, não falta qualidade ou experiência, mesmo que não possa contar com Neymar e Sergio Ramos.

Por seu lado, o Real Madrid, que tem o determinante Karim Benzema em dúvida, vai ser ‘sustentado’, certamente, pelo seu trio de meio-campo (Casemiro, Kroos e Modric), e pelos desequilíbrios de Vinícius Júnior, Rodrygo ou Asensio.

No fim de semana, o PSG só conseguiu vencer em Rennes (1-0) com um golo nos descontos, de Mbappé, assistido por Messi, enquanto os ‘merengues’, sem o avançado gaulês, ficaram-se por um ‘nulo’ no reduto do Villarreal.

Na quarta-feira, o Bayern Munique, inesperadamente goleado em Bochum por 4-2, é claramente favorito na deslocação ao reduto do Salzburgo, enquanto o Inter Milão recebe o Liverpool, de Diogo Jota, com a intenção de tentar chegar ‘vivo’ a Anfield Road.

A segunda metade da primeira mão dos oitavos de final realiza-se na semana seguinte, com destaque para a receção do Benfica aos holandeses do Ajax.