Grande Futebol
Koeman rejeitou Barcelona para poder ir ao Euro2020
2020-06-06 21:10:00
Selecionador da Holanda espera ter "outra oportunidade" no clube espanhol

O selecionador da Holanda, Ronald Koeman, admitiu hoje ter sido contactado pelo Barcelona para substituir Ernesto Valverde, em janeiro, mas declinou para poder disputar o Euro2020, competiçao que acabou por ser adiada devido à pandemia.

"Eu recebi uma chamada, mas tive que manter a minha palavra para com a seleção para jogar o Euro2020. Estou bem com os jogadores e para mim o mais importante é a seleção holandesa", justificou, numa entrevista à Rádio da Catalunha.

Ronald Koeman, que na época de 1991/92 marcou o golo que permitiu ao FC Barcelona conquistar a sua primeira Liga dos Campeões, frente aos italianos da Sampdoria (1-0), explicou que o seu contrato permite-lhe sair após o Euro2020, adiado para 2021 devido à pandemia de covid-19.

"Todo o mundo sabe que é um sonho treinar o ‘Barça’ e eu espero ter outra oportunidade”, disse o holandês, de 57 anos, realçando que para orientar a equipa espanhola “é necessário ter muita experiência”.

O ex-treinador do Benfica, Ajax, PSV, Feyenoord, Vitesse, Everton e Valência, entre outros clubes, também aproveitou a oportunidade para analisar os primeiros meses no FC Barcelona do seu pupilo na seleção holandesa Frenkie de Jong.

“É um jogador jovem, que precisa de tempo. Certamente irá mostrar, muito brevemente, o nível que apresentou no Ajax e na seleção holandesa. Não tenho dúvidas de que é um jogador com nível para jogar pelo ‘Barça’”, acrescentou Koeman.

O selecionador holandês afirmou ainda que está totalmente recuperado do problema cardíaco que o forçou a ser internado num hospital, em Amesterdão, há um mês.

“Sinto-me bem. Passou um mês sobre o incidente e estou feliz por estar em forma. Fiz um ‘check-up’ na semana passada com o meu cardiologista e está tudo bem. Disse-me que preciso de cuidar de mim”, acrescentou o holandês.