Grande Futebol
Kevin-Prince Boateng já foi um "bad-boy", mas agora é boa pessoa
2018-04-17 14:30:00
O médio do Eintracht Frankfurt diz que os filhos se podem orgulhar do pai.

Kevin-Prince Boateng, médio ganês do Eintracht Frankfurt, passou em revista a carreira e diz ter mudado de postura para que os filhos se orgulhem do pai. "Hoje em dia, a imagem é muito importante para mim porque sou pai e quero que os meus filhos possam ir à internet e ver tudo o que eu fiz. Podem ver que costumava ser um 'bad boy', que fiz muitos erros e que o pai não é perfeito, mas também podem ver que sou uma boa pessoa e fiz muitas coisas que se podem orgulhar", disse em entrevista à televisão Sport 1.

Boateng definiu os últimos meses que passou em Gelsenkirchen ao serviço do Schalke como os piores da carreira até ao momento: "Os últimos meses no Schalke foram, sem dúvida, os piores. Foi como levar um murro na cara, quando as coisas correm bem é tudo espetacular, mas quando corre mal… Estou orgulhoso de ter saído desse momento difícil e ter tornado tristeza e agressividade em algo positivo. Esse período ajudou-me a abrir os olhos e perceber como tudo mudo rápido no futebol".

O médio ganês, hoje ao serviço do Eintracht Frankfurt, avaliou ainda Niko Kovac, atual treinador, e homem que irá tomar conta do Bayern Munique na próxima temporada: "Graças a ele tornei-me um pouco mais sério. Deu-me a liberdade de falar sobre as coisas, dar a minha opinião, e comparar-me aos outros, e isso é importante para mim. Alguns treinadores são muito mais rígidos".