Grande Futebol
Ex-Sporting Acuña marca e derrota Atlético Madrid
Redação
2021-04-04 22:50:00
'Colchoneros' já tiveram uma larga vantagem na liderança do campeonato

Um golo apontado pelo antigo futebolista do Sporting Acuña permitiu hoje ao Sevilha vencer na receção ao líder Atlético de Madrid (1-0), num encontro da 29.ª jornada da Liga espanhola, em que os andaluzes desperdiçaram um penálti.

O primeiro tento apontado pelo lateral esquerdo argentino ao serviço do conjunto andaluz, ao minuto 70, no Estádio Ramón Sánchez, colocou um ponto final numa série de cinco jogos sem perder dos ‘colchoneros’, que já esta época ‘passearam’ na liderança.

Antes de Jesus Navas cruzar primorosamente para o cabeceamento certeiro de Marcos Acuña, o compatriota Lucas Ocampos esbanjou uma oportunidade soberana da marca do castigo máximo, logo aos oito minutos da primeira parte.

Sem poder contar com o contributo de João Félix, ausente do jogo em Sevilha, devido a uma lesão num tornozelo sofrida ao serviço da seleção portuguesa, o Atlético prossegue na liderança isolada, com 66 pontos, contra os 63 do segundo colocado Real Madrid e 62 do FC Barcelona, que recebe o Valladolid na segunda-feira.

A equipa comandada pelo antigo técnico do FC Porto Julen Lopetegui segue em quarto, com 58, e ainda sonha o pódio.

O duelo entre Cádiz e Valência (2-1) ficou marcado pelo abandono do terreno de jogo dos jogadores ‘che’, em protesto por alegados insultos racistas proferidos por Juan Cala ao defesa Mouctar Diakhaby, quando decorria o minuto 29.

Antes de o encontro ter sido interrompido durante quase meia-hora, precisamente um dos envolvidos, Juan Cala, tinha inaugurado o marcador no Estádio Ramón de Carranza, aos 14 minutos, mas a resposta surgiu de seguida, aos 19, por Kevin Gameiro, assistido pelo internacional luso Gonçalo Guedes.

Depois da interrupção, os dois conjuntos regressaram ao relvado, mas já sem Diakhaby, substituído por Hugo Guillamon, no lado do Valência, que hoje teve o também luso Thierry Correia de início e Ferro sentado no ‘banco’.

O suplente utilizado Marcos Mauro, que rendeu Cala ao intervalo, viria a tornar-se no herói no jogo, ao apontar o tento vitorioso em cima do minuto 90, garantindo à equipa a subida ao 13.º lugar, com 32, menos um do que o Valência.

Mais cedo, o Celta de Vigo regressou aos bons resultados, depois resolver a partida no recinto do lanterna-vermelha Alavés, ainda dentro dos primeiros 20 minutos, graças à eficácia do ex-Benfica Nolito (08), Iago Aspas (14) e Santi Mina (20).

O conjunto galego aproveitou a derrota do Granada para subir ao oitavo posto, agora com 37 pontos, enquanto o emblema de Vitoria, que fez o tento de honra aos 86, por Florian Lejeune, quando já jogava com mais um elemento, tarda em deixar a ‘cauda’ de classificação, partilhada com o Eibar, ambos com 23.

Com o internacional português William Carvalho entre os titulares, o Bétis colocou-se na frente em Elche, com um golo Borja Inglesias (14), de penálti, mas consentiu a igualdade por Pere Milla (36), e divide agora o quinto lugar europeu com o Villarreal (46 pontos).

O Elche somou o segundo empate consecutivo e segue com 26 pontos, na 17.ª posição, a primeira acima da ‘linha de água’.