Grande Futebol
"Anda tudo a cair em cima do Paulinho. Coitado do rapaz, a correr sozinho"
2021-09-29 12:50:00
Fernando Mendes diz que "falta poder de fogo" aos leões e que "Paulinho trabalha, mas tudo espremido não dá nada"

O Sporting foi ontem derrotado em Dortmund por 1-0, na segunda jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, e comlicou as contas do apuramento, até porque Ajax e a equipa alemã somam agora seis pontos, perante os zero pontos de Sporting e Besiktas, as quatro equipas do grupo C. Depois da goleada com o conjunto dos Países Baixos, a equipa de Rúben Amorim discutiu o resultado. Mas isso não basta, para o antigo futebolista Fernando Mendes.

"O que fica foi que o Sporting perdeu e tem zero pontos, neste momento. Estou farto de vitórias morais. O Sporting fez um bom jogo? Fez. Resultado: perdeu. O Sporting tem zero pontos na Liga dos Campeões e está praticamente afastado. Agora, tem de lutar pelo terceiro lugar com o Besiktas. Fez um jogo? Fez. Dividiu o jogo com o Dortmund? Dividiu, claramente. Mas tem pouco poder de fogo. E isso incomoda-me", resume.

Num comentário na CMTV, Fernando Mendes defendeu que "faltam soluções em termos ofensivos". "Paulinho é um excelente jogador, mas é curto. O Sporting, quando tem necessidade de virar o jogo, tem de meter mais gente. E não tem esse tipo de soluções", lamenta.

Fernando Mendes respeita as opções do treinador, mas não compreende a política de contratações: "Compreendo o Rúben Amorim, mas o Sporting tinha o Sporar e o treinador não o quis, tinha o Luiz Phellype, tinha o Pedro Marques. Eu não posso pensar que o Sporting está no campeonato nacional, na Taça de Portugal, na Liga dos Campeões e na Taça da LIga com um único ponta de lança. Não consigo entender".

"Houve cinco milhões para comprar o Esgaio. Houve cinco ou seis milhões para comprar o Ugarte e jogou dois minutos em Braga (até agora não apareceu...). Isso custa-me a entender. Vão contratar jogadores para reforçar o plantel e deixam o Paulinho, coitado, que até dá pena. Não digo que o Esgaio não valha o investimento, mas, se calhar, tinham usado esse dinheiro numa zona onde o Sporting é mais carenciado", argumenta anda.

Se o Sporting tivesse mais soluções em termos ofensivos, que não as tem, passaria a ter uma equipa "muito mais forte". "Não tem um jogador de área. Em Portugal, isto chega: agarra-se no Coates e vai o Coates para ponta de lança. Ou há um golo, ou um penálti... Mas com estas equipas, é difícil. O Paulinho trabalha, trabalha, trabalha, mas aquilo tudo espremido não dá nada", refere.

O antigo futebolista lembra que "o FC Porto tem três ou quatro pontas de lança e o Benfica três ou quatro pontas de lança". "E o Sporting? Paulinho. O Sporting não pode estar dependente desta situação e da lesão do Pedro Gonçalves. Anda tudo a cair em cima do Paulinho. Coitado do rapaz, a correr sozinho", considera.

Fernando Mendes faz um elogio ao espírito da equipa, mas lembra que isso não basta, na Liga dos Campeões: "O Sporting tem uma coisa que eu já não via há muito tempo: esta gente não desiste. Isso é fantástico, mas é curto. Dá para ganhar muitos jogos cá, mas perante este tipo de adversários não chega. E o Dortmund não é um grande adversário. É uma boa equipa, apenas. E um facto é que tem seis pontos".

"Não digo que o Sporting jogou mal, mas é pouco, para este tipo de jogos, ter um Paulinho. É pouco", conclui Fernando Mendes, que refuta a ideia da inexperiência dos jogadores, argumento que já não tem razão de ser.