Grande Futebol
"É Jesus contra Jesus. Senti isso no Sporting quando defrontei o Benfica"
2019-11-29 11:30:00
Técnico e o possível reencontro com o Al-Hilal da Arábia Saudita no Mundial de Clubes

Jorge Jesus já pensa na conquista do Mundial de Clubes que vai disputar pelo Flamengo e onde olha para o Liverpool como o grande favorito.

O português destaca, porém, que terá duas equipas por si montadas nesta competição - o Flamengo e o Al-Hilal que treinou na Arábia Saudita.

"É um pouco Jesus contra Jesus. Até porque senti isso um pouco quando estava no Sporting frente ao Benfica", explicou Jorge Jesus, em entrevista ao jornal 'Record'.

O português lembra o que pensou nessa altura. "Tinha construído um monstro, em termos de qualidade, e estava a tentar derrubá-lo, mas isso não foi fácil".

Por isso, Jesus acredita que agora que treina o Flamengo depois de ter orientado o Al-Hilal "é um pouco assim".

"O Al-Hilal foi uma equipa que montei, é um trabalho meu. Portanto, vamos ver como vai ser a meia-final. Claro que o Al-Hilal ainda tem de garantir a passagem às meias-finais, mas acredito que isso vai acontecer. Vai ser um desafio difícil".

O treinador do Flamengo assume que está a ter um ano impar na carreira. "Estou a ter um ano na minha carreira como nunca vivi. Aquilo que me deixa orgulhoso é que, quando tomei esta decisão, fui contra tudo e todos. Os meus amigos e agente diziam que estava louco em ir para o Brasil e que ao fim de uma semana ia ser corrido como todos os treinadores brasileiros".

O português recorda que quando tomou a decisão de assinar pelo 'mengão' teve a possibilidade de ir para Inglaterra.

"Diziam 'tens a possibilidade de ir para Inglaterra - pois tinha essa hipótese - como é que pões de parte um campeonato em que toda a gente quer entrar' e hoje tenho a certeza que o meu coração e a minha intuição escolheram o que era certo", conclui.