Grande Futebol
"Dínamo Kiev é tão forte como o Barcelona ou o Bayern", diz Jesus
2021-09-13 14:45:00
Técnico do Benfica faz antevisão do jogo de estreia na Liga dos Campeões

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, colocou hoje o adversário de terça-feira na Liga dos Campeões de futebol, o Dínamo Kiev, no mesmo patamar que os restantes rivais do Grupo E, Bayern Munique e Barcelona.

Em conferência de imprensa da antevisão do encontro da primeira jornada da fase de grupos, o técnico lembrou que os ucranianos têm “cinco jogadores titulares da seleção” do seu país, que “empatou 1-1 com a seleção mais forte do mundo, a França”, mas assegurou que “o Benfica tem condições de disputar a vitória com todos os adversários”.

“Para mim, o Dínamo Kiev é tão forte como o Barcelona ou o Bayern Munique. Se me perguntarem se penso ganhar quando jogar contra o Barcelona, penso. Se contra o Bayern Munique penso ganhar, penso. Contra o Dínamo Kiev é a mesma coisa? Claro que é! Não olho para o Dínamo Kiev de maneira diferente dos outros. Zero”, garantiu o técnico dos encarnados.

O respeito pelo adversário da Ucrânia, de resto, começa logo no seu treinador, o romeno Mircea Lucescu, que Jorge Jesus lembrou que “é o mais titulado do mundo, no ativo” e pelo qual garante ter “um respeito e admiração muito grandes”.

Nesse sentido, Jesus espera encontrar, na Ucrânia, um adversário “forte na bola parada ofensivamente e no ataque posicional”, além de uma ideia de jogo do seu agrado, porque também pensa “como o treinador do Dínamo”.

“Portanto, temos de parar aqueles dois ou três jogadores mais importantes na organização de jogo do Dínamo Kiev. Trabalhámos em cima disso e vamos ver se temos capacidade para anular aquilo que é o ataque posicional desta equipa, que é o seu momento mais forte”, analisou Jorge Jesus.

Antes do técnico, também o defesa Otamendi considerou que o adversário de terça-feira pode bater-se com qualquer rival do grupo e lembrou que os encontros da Liga dos Campeões são jogos onde um “detalhe” pode resultar num golo do adversário e numa derrota, apelando à concentração “de todos os jogadores e não só os 11 que jogam”.

“O Dínamo Kiev é um adversário que por alguma razão está na Champions, que joga de igual para igual com qualquer equipa. Temos de funcionar bem, de uma forma geral, para conseguir uma vitória. É o último campeão da Ucrânia, há que respeitá-los e tratar de fazer o nosso jogo, que é o mais importante”, lembrou o argentino.

O Benfica visita amanhã o Dínamo Kiev, na Ucrânia, em encontro da primeira jornada do Grupo E da Liga dos Campeões, com início marcado para as 20h00 (hora de Lisboa).

Ao contrário dos encarnados, os campeões da Ucrânia entraram diretamente na fase de grupos, enquanto a equipa de Jorge Jesus teve de afastar o Spartak Moscovo, na terceira pré-eliminatória, e o PSV Eindhoven, no ‘play off’ de acesso.