Grande Futebol
"Chelsea meteu Pulisic, Giroud, Kanté e Thiago Silva. Nós metemos os meninos"
Redação
2021-04-08 08:40:00
Sérgio Conceição salvaguarda que os jovens do FC Porto têm qualidade, mas lembra poderio do adversário

O treinador do FC Porto não parte derrotado para a segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, mas Sérgio Conceição lembra que o Chelsea e o FC Porto estão em patamares diferentes, na valia dos respetivos plantéis. E a prová-lo estão as soluções no banco de suplentes, em particular os jogadores que os respetivos técnicos lançaram durante o jogo, que os ingleses venceram por 2-0.

"Não me estou a desculpar, assim como não me desculpo e não temos culpa de não ter a capacidade para ter a experiência e a qualidade individual que o Chelsea tem, porque não podemos esquecer que o Chelsea meteu o Pulisic, o Giroud, o Kanté e o Thiago Silva e nós metemos os meninos e tínhamos mais alguns no banco. Não quer dizer que eles não tenham qualidade, porque têm qualidade também os nossos jovens jogadores, agora é com jogos destes que se ganha a experiência e o calo necessário, porque, ao mínimo erro e pormenor falhado, os adversários, a este nível, aproveitam", referiu Conceição.

Não obstante estas diferenças de poderio entre as duas equipas, agravado com o resultado desta primeira mão, o FC Porto não vai partir derrotado. E Sérgio Conceição lembra que os dragões demonstraram que têm capacidade de marcar golos. E basta que o façam primeiro para 'reentrar na luta'.

"Sabemos que podemos reabrir a eliminatória, temos de fazer um golo primeiro para abrir a eliminatória e penso que somos capazes e competentes para isso. Estamos no intervalo e vamos lutar até ao último minuto dos próximos 90 para conseguir virar a eliminatória. Sabemos que é difícil, sabemos que estamos a competir na Liga dos Campeões, sabemos que somos um clube que não pertence ao chamado ‘big five’ – e hoje sentiu-se um bocadinho naquilo que foi, na minha opinião, esta arbitragem", salientou, apontando que é necessário corrigir o que esteve mal, neste jogo.

"Para a semana temos condições para ser outra vez competentes, para dignificarmos o clube que representamos e dar a imagem que demos, se possível sem os erros individuais que nos penalizaram muito”, realçou, numa alusão aos dois golos que, segundo Sérgio Conceição, não resultaram de falhas estratégicas.

"Acreditamos naquilo que fazemos, no grupo que temos, acho que estrategicamente os jogadores e a nossa exibição em termos coletivos foi forte, houve dois erros individuais que deram dois golos do adversário, nós fizemos mais do que para sair com um resultado destes, ou seja, a perder por dois golos ao intervalo da eliminatória", referiu.

O FC Porto tem agora pela frente uma barreira que nunca conseguiu ultrapassar: reverter, numa segunda mão, uma derrota por mais de um golo

O encontro entre Chelsea e FC Porto, da segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, realiza-se na terça-feira, de novo no Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilha, às 21h00 locais (20h00 em Lisboa).