Grande Futebol
Bayern vence ‘clássico’ com Dortmund e isola-se na liderança da Bundesliga
Redação
2020-11-07 22:10:00
Raphael Guerreiro fez duas assistências

O Bayern de Munique exibiu hoje, mais uma vez, as ‘credenciais' de campeão hegemónico na Alemanha, vencendo por 3-2 na visita ao Borussia Dortmund, em jogo da sétima jornada, e isolando-se na liderança da Liga germânica de futebol.

Antes da meia hora, os bávaros marcaram por Robert Lewandowski, mas o golo foi anulado por fora de jogo milimétrico do polaco, abrindo caminho para que fosse o Borussia a colocar-se na frente, aos 45 minutos, quando o internacional português Raphael Guerreiro assistiu Marco Reus.

Contudo, o Bayern rapidamente chegou ao empate, num livre de David Alaba, aos 45+4 minutos, antes de consumar a reviravolta aos 48, por intermédio de Lewandowski - melhor marcador da ‘Bundesliga', com 11 golos -, que assistiu Leroy Sané para o terceiro tento do octocampeão germânico, aos 80.

Após nova assistência de Raphael Guerreiro, o norueguês Erling Haaland ainda deu esperança ao Dortmund, aos 83 minutos, só que o Bayern não mais deixou escapar a vantagem, mesmo perante mais um golo anulado a Lewandowski, em tempo de compensação.

O conjunto orientado por Hans-Dieter Flick isolou-se no topo da competição, com 18 pontos, enquanto o Borussia Dortmund caiu para o terceiro lugar, com 15, agora atrás do Leipzig, que venceu por 3-0 o Friburgo e assumiu a vice-liderança, com 16.

Poucos dias depois de ter batido o Paris Saint-Germain, na Liga dos Campeões, a formação comandada por Julian Nagelsmann voltou a vencer em casa, com golos do francês Ibrahima Konaté, aos 26 minutos, do capitão Marcel Sabitzer, aos 70, de grande penalidade, e do espanhol Angeliño, aos 89.

O Union Berlim continua a surpreender nesta segunda participação na Bundesliga, tendo subido ao quarto posto, com 12 pontos, depois de golear o Arminia Bielefeld por expressivos 5-0.

A maior vitória da formação de Berlim no principal escalão foi construída com tentos de Keita Endo, aos três minutos, Robert Andrich, aos 13, Sheraldo Becker, aos 45+2, Max Kruse, aos 52, de grande penalidade, e Cedric Teuchert, aos 89.

Depois de ter estado a perder por 2-0 na visita ao Estugarda, com golos do argentino Nicolas González, aos 17, de penálti, e de Gonzalo Castro, aos 37, o Eintracht Frankfurt conseguiu anular a desvantagem na última meia hora e empatar 2-2.

O internacional português André Silva, que voltou a formar dupla de ataque com o ex-sportinguista Bas Dost, marcou o quinto golo na competição e reduziu a margem, aos 61 minutos, antes de o argentino David Abraham repor a igualdade, aos 75, naquele que foi o quarto jogo seguido sem vencer por parte do Eintracht, que segue no 10.º lugar.

Já o Hertha, que só tinha vencido na primeira jornada e conquistado um ponto nas cinco rondas anteriores, triunfou por 3-0 em Augsburgo, enquanto Schalke e Mainz, os dois últimos colocados, continuam sem saber o que é vencer, depois de terem empatado 2-2, sendo que o português Gonçalo Paciência foi titular nos 'mineiros'.