Grande Futebol
Angola perde com RD Congo e falha qualificação para CAN
Redação
2020-11-17 19:10:00
Kebanu 'atirou' equipa de Pedro Gonçalves para fora da CAN

A seleção angolana de futebol, treinada pelo português Pedro Gonçalves, perdeu hoje por 1-0 diante da República Democrática do Congo, em Luanda, e falhou o seu apuramento para a Taça das Nações Africanas (CAN2021).

O avançado congolês Kebanu foi o autor do golo da RD Congo, aos 64 minutos, na sequência de um remate rasteiro, que deixou 'pregado' o guarda-redes angolano Hugo Marques.

Com o resultado deste jogo, da quarta jornada do grupo D, Angola mantém-se na última posição com apenas um ponto e com hipóteses remotas de qualificação, enquanto a RD Congo ocupa a terceira posição com seis pontos.

Depois de uma primeira parte apática para os 'Palancas Negras', que só assentarem o seu jogo depois dos 15 minutos, o equilíbrio dominou por vários momentos o jogo, que decorreu no estádio 11 de Novembro, em Luanda, com os congoleses mais ofensivos.

Na segunda parte, Angola entrou com pressão sobre o adversário, procurou visar a baliza de Kiassungua, mas, numa distração da sua defesa, Kenabu faturou.

Os 'Palancas Negras' ainda reagiram, Pedro Gonçalves fez algumas alterações, mas os 'Leopardos', como é conhecida a seleção do RD Congo, baixaram as suas linhas, jogavam na contenção e conservaram a vantagem até ao apito final do arbitro luso-sul-africano, Victor Gomes.

No final do jogo, o selecionador de Angola, Pedro Gonçalves, admitiu que com esta derrota a seleção angolana "está matematicamente fora da CAN", manifestando-se, no entanto, "satisfeito" pelo desempenho dos seus jogadores durante o jogo.

"E, na verdade, fomos criando as nossas situações, foi um jogo muito repartido, estou muito satisfeito com o desempenho dos meus jogadores e sinto que não foi feita justiça no resultado", disse aos jornalistas.

Por seu lado, o técnico da seleção congolesa, Cristian Nsengue, valorizou o desafio, considerando que Angola "é uma excelente equipa, muito disciplinada", mas observou: "Viemos para ganhar, conseguimos e estou crente na qualificação para a CAN."

O grupo é comandado pelo Gabão e pela Gâmbia, ambas com sete pontos, disputando-se a quinta jornada em março de 2021.

A 33.ª edição da CAN estava marcada para o próximo ano, mas acabou por ser adiada para 2022 - apesar de manter a designação CAN2021 - para não coincidir com a Copa América e o Euro2020, que foram adiados devido à pandemia de covid-19.