Grande Futebol
Alemanha em choque com derrota em casa frente à Macedónia do Norte
Redação
2021-03-31 23:00:00
Polónia, orientada por Paulo Sousa, perde na visita à Inglaterra

A Macedónia do Norte protagonizou hoje a maior surpresa do dia na qualificação para o Mundial2022 de futebol, ao vencer em casa da Alemanha (2-1), enquanto a Polónia, de Paulo Sousa, perdeu em Inglaterra (2-1).

No grupo J, os macedónios surpreenderam os germânicos, numa partida realizada em Duisburgo, com o veterano Pandev a adiantar os forasteiros no segundo minuto de descontos da primeira parte após uma jogada bem construída.

No segundo tempo, Gundogan empatou de penálti, aos 63, mas a cinco minutos dos 90 foi o médio do Nápoles Elif Elmas a transformar-se em herói macedónio, colocando as duas equipas em igualdade pontual (seis pontos).

A Alemanha, que já sabe que o selecionador, Joachim Low, vai sair no final do Euro2020, neste verão, perdeu um jogo de qualificação para um campeonato do mundo pela primeira vez desde 2001, quando foi ‘humilhada' pela Inglaterra em Munique (5-1), o que dava uma série de 35 jogos sem perder.

A ‘poule' de germânicos e macedónios é liderada de forma surpreendente pela Arménia, que recebeu e venceu a Roménia por 3-2 para gáudio de milhares de adeptos no estádio, muitos sem respeitar o distanciamento social e nem mesmo o uso de máscaras.

Sem golos no primeiro tempo, e sem a ‘estrela' Mkhitaryan, os arménios adiantaram-se aos 56, por Spertsyan, mas um ‘bis' de Cicaldau deu a volta ao encontro, antes de Puscas ser expulso aos 77.

Haroyan, aos 87, e Barseghyan, de penálti, aos 89, decidiram a contenda na reta final do encontro, num grupo em que a Islândia venceu pela primeira vez, com uma goleada no Liechtenstein (4-1).

Em Wembley, a Polónia de Paulo Sousa apresentou-se ‘órfã' de Lewandowski, o Bola de Ouro, mas vendeu cara a derrota aos ingleses, que ainda assim chegaram aos nove pontos.

Harry Kane, que marcou o 10.º penálti pela seleção inglesa aos 19 minutos, o máximo de qualquer inglês, adiantou a equipa de Gareth Southgate, com o 16.º golo nos últimos 12 jogos de qualificação.

No segundo tempo, um erro de John Stones permitiu a Moder igualar, aos 58, a passe de Milik, mas Harry Maguire, a passe do ‘redimido' colega na defesa, acabou por confirmar o 2-1.

Nos três primeiros jogos com a seleção da Polónia, Paulo Sousa venceu um, empatou outro e perdeu o terceiro, seguindo no quarto posto da ‘poule', atrás da líder Inglaterra mas também da Hungria, em posição de ‘play-off', após golear em Andorra (4-1), e da Albânia, vencedora em São Marino (2-0).

A campeã mundial em título, a França, encabeça a ‘poule' D após hoje triunfar na Bósnia e Herzegovina, com um golo solitário de Antoine Griezmann, o 35.º pela seleção, tornando-o no quarto melhor marcador gaulês de sempre.

O jogo foi de recordes também para o veterano Hugo Lloris, do Tottenham de José Mourinho, uma vez que igualou o número de internacionalizações de Thierry Henry, com 123, o segundo melhor registo, abaixo apenas de Lilian Thuram (142).

Os franceses lideram com sete pontos, mais quatro que a Ucrânia, que hoje somou o terceiro empate em outros tantos jogos com o Cazaquistão (1-1).

O grupo C tem como líder a Itália, que somou a terceira vitória, em três possíveis, e ainda não sofreu golos, ao bater por 2-0 a Lituânia, com tentos de Sensi, que entrou ao intervalo e faturou aos 47, e de Immobile, de penálti aos 90+4.

Com a Suíça de folga, Irlanda do Norte e Bulgária empataram sem golos, somando os primeiros pontos na qualificação.

O sportinguista Pedro Porro não saiu do banco na vitória da Espanha na receção ao Kosovo, com dois golos em três minutos, de Dani Olmo (34) e Ferrán Torres (36) a darem uma vantagem confortável na primeira parte.

Os kosovares reduziram aos 70, num erro do guarda-redes Unai Simon, mas Moreno fechou as contas da partida cinco minutos depois.

Os espanhóis subiram ao primeiro posto do grupo B, com sete pontos, mais um do que a Suécia, que tem um jogo a menos. A Grécia tem dois pontos após empatar a uma bola com a Geórgia, que tem um, e o Kosovo ainda não pontuou.

O grupo F ficou ‘destinado' a goleadas, com a Dinamarca a mostrar domínio: tem 14 golos marcados e nenhum sofrido, e hoje impôs-se por quatro tentos sem resposta em Viena, na primeira derrota da Áustria.

Com cinco pontos no segundo lugar está a Escócia, que venceu em casa as Ilhas Faroé (4-0), enquanto Israel foi à Moldávia igualar os austríacos com quatro pontos, após vencer por 4-1.

A qualificação para o Mundial2022 regressa em setembro, já depois do Euro2020. Portugal lidera o grupo A, com sete pontos, os mesmos da Sérvia.