Fora da Bancada
Parlamento congratula seleção nacional por título que honrou Portugal
2021-10-22 23:00:00
Seleção portuguesa de futsal sagrou-se, pela primeira vez, campeã mundial

A Assembleia da República congratulou a seleção nacional de futsal pela “brilhante prestação” no campeonato mundial, no qual se sagrou campeã do mundo, considerando que este título “honrou o desporto português e os portugueses”.

A seleção portuguesa de futsal sagrou-se no início do mês, pela primeira vez, campeã mundial, ao vencer por 2-1 a Argentina na final do Campeonato do Mundo de 2021, disputada em Kaunas, na Lituânia, em 03 de outubro.

Hoje, em sessão plenária do parlamento, o voto de congratulação pela conquista do Campeonato do Mundo de Futsal, proposto pelo presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, foi aprovado por unanimidade.

Ferro Rodrigues informou os deputados que estavam presentes nas galerias do parlamento "vários responsáveis por esta vitória", como Humberto Coelho, vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, José Couceiro, vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, José Luís Mendes, treinador da seleção e Euclides Vaz, jogador campeão do mundo conhecido por Bebé, tendo estes recebido uma longa ovação de pé de todo o plenário, antes mesmo da votação.

A Assembleia da República congratula assim “os atletas da Seleção Nacional de Futsal, bem como a equipa técnica e dirigentes da Federação Portuguesa de Futebol, pela brilhante prestação no Campeonato Mundial de Futsal, que tanto honrou o desporto português e os portugueses”.

De acordo com o mesmo voto, a seleção nacional de futsal “junta o título de Campeão Mundial ao de Campeão Europeu, título alcançado em 2018, confirmando a excelência dos nossos atletas, bem como do trabalho sólido e consistente desenvolvido pela Federação Portuguesa de Futebol, os seus dirigentes e equipa técnica, na consagração do desporto nacional e das cores de Portugal”.

Além do título mundial coletivo, destaca o mesmo voto, assinala-se ainda a atribuição de galardões individuais a dois jogadores portugueses: “Ricardinho, capitão de Portugal, eleito Jogador do Torneio (Bola de Ouro), e Pany Varela, segundo melhor jogador (Bola de Prata) e segundo melhor marcador do campeonato (Bota de Prata), com oito golos”.

Portugal, que tinha como melhor resultado de sempre na competição o terceiro lugar alcançado em 2000, na Guatemala, tornou-se o quarto país a erguer o troféu, depois de Brasil, Espanha e Argentina, juntando o título mundial ao europeu, que conquistou, também pela primeira vez, em 2018, na Eslovénia.

Tags: