Portugal
Rúben Amorim e Carlos Carvalhal multados na sequência das expulsões
Redação
2021-01-25 21:25:00
Pedro Gonçalves apanha um jogo de castigo e falha partida do Sporting com o Boavista

Os treinadores de Sporting e Sporting de Braga foram multados pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), na sequência das expulsões na final da Taça da Liga, anunciou hoje o organismo.

O técnico dos leões, Rúben Amorim, foi multado em 1.020 euros, enquanto o homólogo dos minhotos, Carlos Carvalhal, foi punido com 714 euros, depois de se terem envolvido numa discussão, que levou à expulsão de ambos ainda no decorrer da primeira parte.

De acordo com o relatório do árbitro da partida, Tiago Martins, Rúben Amorim foi “avisado várias vezes para não se dirigir ao banco do adversário e, no momento da expulsão, proferiu as seguintes palavras para o treinador adversário: ‘ó papagaio vai para o c…, já andas aqui há 30 anos sempre a falar, és um papagaio’.”

Já Carlos Carvalhal, segundo o mapa de castigos divulgado pelo CD da FPF, teve um “comportamento irresponsável, respondeu à provocação do treinador do Sporting, dizendo ‘afinal também protestam, são uma vergonha, c…’".

Quanto ao jogador do Sporting Pedro Gonçalves, que foi expulso na fase final do encontro, foi multado em 1.530 euros e vai cumprir um jogo de suspensão, não podendo, por isso, dar o contributo à equipa ‘leonina’ na visita ao Boavista, agendada para terça-feira, para a I Liga portuguesa.

“Após o árbitro assinalar uma falta, virou-se para este e disse ‘és uma vergonha, não apitas nada’. Após ter sido expulso, passou junto ao banco do Braga e proferiu umas palavras impercetíveis à equipa de arbitragem, provocando uma reação do banco do Braga”, refere o CD da FPF sobre o médio sportinguista.

Hugo Viana e José Antunes, delegados ao jogo de Sporting e Sporting de Braga, respetivamente, também foram punidos com multas.

A arbitragem de Manuel Mota foi muito contestada pelos leões, que reclamam “duas faltas não assinaladas” a favor do Sporting, das quais resultaram um cartão amarelo a Neto e o vermelho a Pedro Gonçalves. O castigo afasta Pedro Gonçalves do jogo desta terça-feira, com o Boavista, para 15.ª jornada da I Liga.

Nem tudo está bem só porque acaba bem”, comentou o diretor de comunicação do Sporting, Miguel Braga, nas redes sociais, depois dos leões terem conquistado a Taça da Liga.

Já hoje, o treinador do Sporting afirmou que esperava não ser castigado, por entender que a expulsão foi "um erro" do árbitro Manuel Mota, tal como a de Carvalhal.

"Não espero nenhum castigo. Entendo que a nossa expulsão foi um erro. Continuo a entender isso, não espero nenhum castigo, muito menos pesado. Espero estar no banco amanhã", disse Rúben Amorim, durante a conferência de imprensa de antevisão da partida com o Boavista.

"O que estou aqui a assumir é que eu e o Carvalhal não devíamos ter sido expulsos. Não há público, eu ouço o que ele diz, ele ouve o que eu digo e é completamente diferente, podemos falar um para o outro. Não fujo ao meu comportamento, assumo quando erro, mas desta vez não concordo", complementou o técnico leonino.