Portugal
"Foi encomendada? Pepe está a meter-se num caldinho", diz Pedro Henriques
Redação
2021-04-17 10:15:00
"A época passada [Pepe] tem uma entrada violenta sobre o Taarabt e não aconteceu nada"

Antigo jogador de Benfica e FC Porto, entre outros emblemas, Pedro Henriques não compreende como é que Pepe optou por entrar no "caldinho" da discussão a respeito da entrada de Eustáquio sobre Weigl e disse o que disse sobre Jorge Jesus, na sequência das declarações do treinador do Benfica que, na altura, admitiu que o atleta pacense tinha entrado com "intenção" de magoar o alemão do Benfica e, entretanto, explicou-se, dizendo que posteriormente viu o lance e compreende que Eustáquio não teve maldade na disputa do lance. 

"Senti-me envergonhado por um treinador falar daquela maneira", disse Pepe, acrescentando que as declarações de Jorge Jesus tinham um objetivo claro e identificado pelo capitão do FC Porto. "É triste. Sabemos que isso vem do Sul, vem de baixo, vem de onde vem, sabemos disso e visa condicionar um árbitro, todo o trabalho de uma equipa de arbitragem".

Para Pedro Henriques, Pepe não se deveria meter neste assunto e critica não apenas o jogador por se meter nesta questão como também quem optou por o questionar sobre isto. "É tão ridículo. Tenho aqui uma questão. A que propósito vão fazer a entrevista ao Pepe, com a época que ele está a fazer, com a campanha na Liga dos Campeões e na Seleção Nacional, e fazem uma questão sobre Jorge Jesus e Eustáquio? Foi encomendada?", perguntou o ex-futebolista.

Em declarações na Sport TV, Pedro Henriques recordou ainda que Pepe não deveria falar de entradas duras sobre os adversários e, uma vez que Pepe optou por recordar o clássico entre dragões e águias, Pedro Henriques recorda-lhe outro lance num FC Porto-Benfica. "Não é a primeira vez que o Pepe fala de coisas do clássico. Ele não se devia ter metido nisto. O Pepe verdadeiramente não se devia meter nisto. A época passada tem uma entrada violenta sobre o Taarabt e não aconteceu nada. Sobre entradas sobre adversários não é propriamente a pessoa mais indicada".

Pedro Henriques explicou ainda que Pepe deveria falar sobre tudo o resto até pelas campanhas que tem ajudado o FC Porto a protagonizar não apenas internamente mas também na Champions. "É um grande jogador, conseguiu vencer muitos títulos, continua a ser dos melhores centrais e podia jogar em qualquer das melhores equipas da Liga dos Campeões. Nem se devia era ter metido nisto", aconselhou Pedro Henriques, admitindo que gosta que os jogadores falem do jogo abertamente mas não sobre certas situações.

"Eu acho que os jogadores devem falar de tudo mas o Pepe está a meter-se num caldinho que não lhe diz respeito e faz-me alguma confusão voltar a ir buscar os lances sobre o Corona. O Corona é um grande jogador mas pode sofrer faltas. Está em campo como os outros", disse o ex-futebolista, criticando ainda os gabinetes de comunicação dos clubes por 'alimentarem' estas situações. "Os clubes têm gabinetes de propaganda que andam o ano todo a partir pedra. Os jogadores não vão à flash sem que venha uma sombra atrás a dizer-lhes 'dizes isto, não dizes aquilo'".

Por isso, Pedro Henriques entende que Pepe deveria ter tido outra abordagem na entrevista que deu. "Acho que encomendado ou não acho que ele devia ter evitado falar sobre esta questão", comentou o ex-futebolista, realçando que no início da situação Jorge Jesus também não esteve bem. "Em relação ao Jorge Jesus, eu acho que ele esteve muito mal pelo que disse no final do jogo em Paços de Ferreira e corrigiu agora que é uma coisa que ele não tem muito o hábito de fazer. Não sei se pediu desculpa. Mas devia pedir desculpa. O Eustáquio tentou jogar a bola. O Eustáquio não tem maldade"."Ridículo. Foi encomendada? Pepe está a meter-se num caldinho"