Euro2020
Portugal tenta reerguer-se com a França e evitar fase de grupos modesta
2021-06-23 08:55:00
A qualificação pode estar à distância de uma derrota por poucos. Mas o que esperar de uma seleção que desiludiu?

A seleção portuguesa de futebol decide hoje o futuro no Euro2020, sendo certo que se pontuar diante da França, em Budapeste, na terceira jornada do Grupo F, garante a passagem aos oitavos de final da competição.

De regresso à Puskas Arena, onde se estrearam na prova com um triunfo sobre a Hungria (3-0), os campeões europeus defrontam os campeões do mundo a partir das 20h00 (hora de Lisboa), à mesma hora a que a Alemanha defronta os húngaros, em Munique.

À entrada para a terceira e derradeira partida do Grupo F, Portugal ocupa o terceiro lugar, com três pontos, os mesmos dos alemães, que subiram ao segundo posto após o triunfo sobre a equipa das equipas (4-2), e menos um do que os franceses, que lideram e já carimbaram a passagem, enquanto os húngaros seguem em último, com um.

A qualificação de Portugal para os oitavos fica garantida em caso de empate ou vitória sobre os gauleses. E desde que a Hungria não vença a Alemanha, até uma derrota pode permitir a passagem, como um dos quatro melhores terceiros classificados, desde que essa derrota seja apenas por dois golos de diferença também. Se a Hungria vencer a Alemanha, um desaire luso deixará o campeão no último lugar do grupo.

Mas o que esperar da seleção lusa, que tenta reerguer-se de um desaire com a Alemanha? A equipa de Fernando Santos repetiu erros e chegou até a ser subjugada, num verdadeiro 'massacre', com uma consequência rara: consentir quatro golos numa só partida.

Sendo na solidez defensiva que assenta o sucesso português, é isso que se espera na noite de hoje, perante um novo candidato ao título. A França já venceu a Alemanha, mas mostrou a outra face, cedendo frente aos húngaros na segunda ronda. A vitória portuguesa não é apenas um sonho (o remate de Éder assim o confirma), mas espera-se algo mais da equipa de Fernando Santos, técnico que vai, com toda a certeza, mexer no onze que sucumbiu face aos germânicos. 

A alteração mais provável é a entrada de Renato Sanches para o meio-campo. E é neste setor que residem todas as dúvidas, depois da perceção de que a dupla William-Danilo não funcionou, na segunda ronda do grupo.   

Para o duelo com a França, a seleção nacional apenas não poderá contar com o lateral Nuno Mendes, a contas com problemas musculares, o que faz com que o selecionador Fernando Santos tenha à disposição 25 jogadores para a decisão em Budapeste.

Portugal e França jogam a partir das 20h00, na Puskas Arena, na capital magiar, em encontro da terceira jornada do Grupo F do Euro2020, que será dirigido pelo espanhol Antonio Mateu Lahoz.

No Grupo E, a Espanha, campeã em 2008 e 2012, é terceira, com dois pontos, e está obrigada a vencer a Eslováquia, terceira com três, para não depender de terceiros para se apurar. Um empate apura a Eslováquia e pode apurar a Espanha, se a Polónia não vencer a Suécia.

Já apurada, a Suécia, que lidera com quatro pontos, tenta assegurar a vitória no grupo, enquanto a Polónia, treinada por Paulo Sousa e que é última com um ponto, apenas se apura com um triunfo.