Grande Futebol
FC Porto vence em Marselha e dá passo importante rumo aos ‘oitavos’ da Champions
2020-11-25 21:45:00
Dragões ficam a um ponto do apuramento

O FC Porto colocou-se hoje a um ponto da 12.ª presença nos oitavos de final da Liga dos Campeões em futebol, ao voltar a vencer o Marselha, desta vez em França, por 2-0, em encontro da quarta jornada.

Num dia em que o futebol ‘chora’ a morte de Maradona, os ‘dragões’ ficaram muito próximos dos ‘oitavos’ graças a tentos do nigeriano Zaidu, aos 39 minutos, e de Sérgio Oliveira, aos 72, de penálti, após o concludente 3-0 de há 22 dias no Dragão.

Aos 67 minutos, o ‘onze’ comandado por Sérgio Conceição ainda ficou momentaneamente em desvantagem numérica, por expulsão do sérvio Marco Grujic, mas, quase de imediato, aos 70, o argentino Leonardo Balerdi equilibrou a ‘balança’.

Após quatro rondas no Grupo C, os ‘dragões’ somam nove pontos, contra 12 do líder do Manchester City, que venceu no reduto do Olympiacos por 1-0 e garantiu hoje os ‘oitavos’, tal como o campeão Bayern Munique, vencedor por 3-1 na receção ao Salzburgo.

Com mais seis pontos do que o Olympiacos, de Pedro Martins, e seis face ao Marselha, de André Villas-Boas, que continua a zero em pontos e golos, os ‘dragões’ só precisam de pontuar na receção ao City, em encontro marcado para terça-feira.

Caso perca com os ingleses, junto com um triunfo dos gregos em França, então o FC Porto ainda poderia, na última ronda, perder na Grécia, desde que por um ou dois golos, pois venceu em casa os comandados de Pedro Martins por 2-0.

Desde que, em 2003/04, foram introduzidos os ‘oitavos’, o FC Porto esteve nesta fase 11 vezes (2003/04, 2004/05, 2006/07 a 2009/10, 2012/13, 2014/15 e 2016/17 a 2018/19), falhando apenas em quatro ocasiões (2005/06, 2011/12, 2013/14 e 2015/16), sendo que faltou à fase de grupos em 2010/11 e 2019/20.

Antes, o Manchester City tornou-se a quinta equipa a garantir um lugar nos ‘oitavos’, ao vencer o Olympiacos por 1-0, em Atenas, graças a um golo de Phil Foden, aos 36 minutos. É a oitava presença consecutiva nesta fase.

João Cancelo, Rúben Dias (cartão amarelo aos 54 minutos) e Bernardo Silva foram titulares nos anfitriões e José Sá, Rúben Semedo e Pêpê (saiu aos 71) nos forasteiros.

No Grupo A, o Bayern carimbou os ‘oitavos’ ao bater em casa o Salzburgo por 3-1, juntando-se ao City e aos apurados de terça-feira (Chelsea, Sevilha, FC Barcelona e Juventus).

O polaco Robert Lewandowski, aos 42 minutos, o francês Kingsley Coman, aos 52, e Leroy Sané, aos 68, faturaram para os bávaros, que acabaram com 10, por expulsão do espanhol Marc Roca, aos 66. O alemão Mergim Bersiha marcou para os austríacos, aos 73.

Os bávaros somam o pleno de 12 pontos, contra cinco do Atlético de Madrid e três do Lokomotiv, que empataram a zero no Wanda, onde João Félix jogou os 90 minutos nos anfitriões e o ‘herói’ Éder não saiu do banco dos moscovitas. O Salzburgo só tem um ponto.

Ao contrário de City e Bayern, o Liverpool, campeão de 2018/19, caiu por 2-0 na receção à Atalanta, vencedora com tentos do esloveno Josip Ilicic, aos 60 minutos, e do alemão Robin Gosens, aos 64, depois de ter perdido em casa com os ‘reds’ por 5-0.

O treinador alemão Jürgen Klopp fez alinhar um ‘onze’ muito alternativo e pagou bem caro, num embate em que Diogo Jota apenas foi lançado aos 61 minutos, tal como Robertson, Fabinho e Roberto Firmino. E faltam Van Dijk, Gomez, Alexander-Arnold ou Thiago.

O Liverpool ainda lidera o Grupo D, com os mesmos nove pontos, agora apenas mais dois do que Ajax e Atalanta, sendo que os holandeses venceram em casa o Midtylland por 3-1.

Ryan Gravenberch (47 minutos), o marroquino Noussair Mazraoui (49) e o brasileiro David Neres (66) marcaram para os holandeses e o australiano Awer Mabil (80), de penálti, para os dinamarqueses, que continuam a zero.

Quanto ao Grupo B, o Shakhtar Donetsk, de Luís Castro, teve nova jornada para esquecer face aos alemães do Borussia Mönchengladbach: depois do 0-6 caseiro, um 0-4 na Alemanha, para um total ‘absurdo’ de 0-10.

Lars Stindl, aos 17 minutos, de grande penalidade, os suíços Nico Elvedi, aos 34, e Breel Embolo, aos 45+1, e o sueco Oscar Wendt, aos 77, apontaram os tentos dos germânicos, que reforçaram a liderança do agrupamento, com oito pontos.

Por seu lado, o Real Madrid isolou-se no segundo lugar, com sete pontos, contra quatro de Shakhtar e dois de Inter Milão, ao vencer por 2-0 em Itália, com tentos do belga Éden Hazard, aos sete minutos, de penálti, e um autogolo de Achraf Hakimi, aos 59.

A vitória dos ‘merengues’ também foi altamente ‘patrocinada’ pelo chileno Artur Vidal, que, aos 33 minutos, viu dois amarelos consecutivos e foi expulso por protestos.