Portugal
“Eu agora sou cartilheiro”, assume Dias Ferreira e explica-se
Redação
2021-02-27 15:20:00
Ex-dirigente salienta que a campanha do Sporting "é tão surpreendente como a do Benfica"

Dias Ferreira, ex-presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, elogiou o treinador Rúben Amorim pela forma como tem gerido a pressão da candidatura ao título, horas antes da visita dos leões ao segundo classificado, o FC Porto.

Na antevisão do encontro, Rúben Amorim salientou que o clássico desta noite só vale três pontos em caso de vitória, travando a euforia de que esse eventual triunfo deixaria o FC Porto com 13 pontos de atraso, ‘abrindo’ o caminho à conquista do campeonato pela formação de Alvalade.

“Eu agora sou cartilheiro. A minha cartilha é a do Rúben Amorim e de todos os sportinguistas.  Jogo a jogo. Somos candidatos a ganhar três pontinhos, nada mais que isso”,  afirmou Dias Ferreira.

O ex-dirigente lembrou que a segunda volta do campeonato está ainda no início, pelo que o Sporting, apesar da vantagem folgada para os perseguidores, ainda não pode encomendar as faixas. “Muita coisa pode acontecer neste tempo em que não sabemos o que se pode passar”, avisou.

Para sustentar a ideia, o ex-candidato à liderança do Sporting frisou que, se a campanha leonina tem sido “surpreendente”, também não era de esperar que um dos candidatos ao título estivesse tão atrasado na corrida por esta altura.

“Vamos ser sérios nas análises. Vejo muita gente a quem a covid-19 cega os olhos. É tão surpreendente a carreira do Sporting como a do Benfica. Mas alguém esperava isto? Eu alguma vez esperei estar nesta altura com 15 pontos de vantagem do Benfica? Isto é surpreendente. Tem que ver com o covid-19? É capaz”, comentou.

Dias Ferreira voltou então a elogiar Rúben Amorim, durante uma intervenção na A Bola TV. “O Sporting arranjou alguém, e muitos clubes e dirigentes deviam colocar os olhos naquilo que o Rúben Amorim está a fazer no Sporting, que pode falar em projeto e que sustenta um projeto”.

O ex-dirigente passou a ‘acreditar’ no discurso oficial dos leões, aproveitando para deixar uma ‘farpa’ ao rival da Luz: “O Luís Filipe Vieira falar em projeto dá vontade de rir. Antes, quando o Sporting falava em projeto também dava vontade de rir”.

“Hoje, o Sporting não encontrou um rumo total mas tem um rumo desportivo. É manifesto o rumo desportivo. Amorim assumiu uma aposta e isto corresponde a um projeto. Isto é que é um projeto. Aceitou as condições que lhe deram”, finalizou.

O Sporting, líder do campeonato, visita esta noite o FC Porto, segundo classificado, com dez pontos de atraso, para a 21.ª jornada da I Liga, num jogo com início às 20h30.