Prolongamento
"Em assuntos do FC Porto deve ser parecido com as pessoas que vivem na Rússia"
2022-05-23 14:50:00
"Vivem numa realidade alternativa. E, portanto, provavelmente isto também não aconteceu", diz ex-dirigente do Sporting

Os portistas têm andado em festas consecutivas nas últimas semanas, desde que matematicamente se sagraram campeões nacionais no Estádio da Luz, em Lisboa, ao vencerem o Benfica, e, entre os muitos momentos de alegria e comemoração, têm acontecido alguns momentos que têm ocupado a agenda mediática da imprensa devido a situações controversas. Primeiro, foram os desacatos entre elementos da claque dos Super Dragões que resultaram na morte de um adepto nas imediações do Estádio do Dragão e, mais recentemente, um direto partilhado nas redes sociais onde alguns jogadores do FC Porto, entre os quais Otávio e Fábio Cardoso, fazem referências ofensivas aos benfiquistas.

A nível oficial, o FC Porto não reagiu ao momento protagonizado pelos seus jogadores, sendo que a única reação veio da parte do porta-voz Francisco J. Marques que criticou as "virgens ofendidas" do Benfica que pediram para que Rui Costa dê ordens de que nenhum jogador do Benfica se apresente nas seleções enquanto Otávio for chamado por Fernando Santos.

Do lado leonino, é com atenção que se vai assistindo ao desenrolar dos acontecimento e Rita Garcia Pereira, antiga dirigente verde e branca, lamenta que o FC Porto não tenha emitido uma reação em jeito de comunicado ao que os seus jogadores fizeram.

A este propósito, a antiga dirigente leonina diz que em assuntos relacionados com o FC Porto "deve ser parecido com as pessoas que vivem na Rússia".

"Eu às vezes sinto-me como se, neste momento, relativamente aos assuntos do FC Porto deve ser parecido com as pessoas que vivem na Rússia. Vivem numa realidade alternativa. E, portanto, provavelmente isto também não aconteceu", comentou a antiga dirigente do Sporting.

Por outro lado, em declarações na CMTV, Rita Garcia Pereira diz não compreender como é que durante os festejos portistas o visado seja "o terceiro classificado", não havendo referências ao segundo classificado.

"O que me faz mais confusão na live, ou lá como é que isto se chama, é a circunstância de pessoas que ficaram em primeiro não saberem ganhar e irem ofender o terceiro", referiu Rita Garcia Pereira.

"É de outro mundo. Eu acho que as pessoas devem saber ganhar. E saber ganhar é tão importante como saber perder. Se calhar, até mais importante. E, portanto, não consigo perceber o que é que passa pela cabeça destas pessoas, uma delas sendo da formação do Benfica. Não consigo. Escapa-me".

Ainda assim, a antiga dirigente verde e branca Rita Garcia Pereira insiste que, apesar de tudo, provavelmente, "para o FC Porto isto não aconteceu".