Portugal
"Conceição é amado e respeitado por Pinto da Costa" e Villas-Boas explica porquê
2020-11-24 16:15:00
Técnico recorda ainda o que lhe custou deixar o FC Porto

Quando foi confirmado como treinador do FC Porto, André Villas-Boas disse que estava a ocupar a sua "cadeira de sonho" e levou os portistas à loucura com uma época de uma dimensão extraordinária, culminando com a vitória na Liga Europa.

Depois, André Villas-Boas saiu para o Chelsea e outros treinadores se seguiram no comando técnico dos dragões mas nenhum recebeu tantos elogios por parte de Pinto da Costa como Sérgio Conceição, que o presidente portista já comparou a José Maria Pedroto, figura central na arte do treino e na filosofia e mística portista.

André Villas-Boas percebe as palavras de Pinto da Costa e explica as razões que levam o presidente do FC Porto a mostrar o seu contentamento com o trabalho de Sérgio Conceição.

"Todo o treinador que é portista sente o clube de forma completamente diferente", esclarece André Villas-Boas, recordando que deixar o FC Porto para rumar à Premier League lhe custou.

"Foi o momento pessoal mais difícil para mim, vivi o clube 24 horas por dia, conheço o meio, a exigência, as sensações. Sente-se à flor da pele", contou Villas-Boas, realçando que no caso de Sérgio Conceição se percebe a química entre presidente e treinador.

"Quando um treinador com as qualidades humanas de Sérgio Conceição, portista também, tem essa capacidade de transcendência única, de representar o FC Porto junto dos jogadores, é uma vantagem, é por isso que é amado e respeitado pelo presidente", explicou André Villas-Boas.

O atual treinador do Marselha espera que esta ligação possa durar vários anos. "Espero que assim seja no futuro", vaticinou o técnico português, que nunca escondeu o sentimento portista que lhe corre nas veias.

Na conferência de imprensa de lançamento do duelo frente ao FC Porto, a contar para a Liga dos Campeões, André Villas-Boas também falou sobre o eventual regresso de Hulk ao Dragão.

Se regressar ao FC Porto, e se o FC Porto o quiser, nós, portistas, ficaremos orgulhosos", admitiu André Villas-Boas, em conferência de imprensa, desde França.