Portugal
"Benfica tem todas condições para estar na Liga dos Campeões se estiver unido"
Redação
2021-02-27 14:20:00
Domingos Almeida Lima deixa recado à oposição interna

O vice-presidente Domingos Almeida Lima afirmou que o Benfica não desiste de lutar pela qualificação para a Liga dos Campeões, mesmo reconhecendo as “dificuldades muito grandes” que a equipa atravessa no campeonato, onde ocupa o quarto lugar.

Para garantir que ainda há esperança, o dirigente evocou o exemplo do Liverpool, campeão europeu na recente época de 2018/19.

“Há uma expressão portuguesa que diz que com o mal dos outros podemos nós bem. Mas o que é certo é que esta pandemia tem trazido situações completamente anómalas. Se formos ver por essa Europa fora, os campeões que recentemente o foram em 2020, estão todos ou quase todos a passar por dificuldades muito grandes. Como exemplo principal dou o próprio Liverpool, que era considerado a melhor equipa do mundo e neste momento está a dez pontos do primeiro classificado”, afirmou.

O vice-presidente garantiu estar “convencido que as coisas vão mudar”, com o Benfica a posicionar-se em breve no “caminho das vitórias e êxitos”.

“Há fenómenos difíceis de compreender, o fenómeno desportivo nem sempre resulta da mesma maneira. Nós lamentamos isso. A minha convicção é que esta situação vai ser ultrapassada e vai ter de o ser com união de todos e não com desunião. Há indícios muito concretos que em termos desportivos as coisas podem estar a mudar, é isso que queremos a muito breve prazo”, insistiu.

E precisam de mudar porque a Liga dos Campeões é “primordial” para a “saúde financeira” do Benfica. Urge “fazer tudo para que essa noite negra acabe”, continuou.

“Há um fator primordial na vida e na saúde financeira do Benfica que é podermos estar na Liga dos Campeões e auferir uma compensação por esse facto. Penso que temos todas as condições para assim o conseguir assim estejamos todos unidos e rememos todos no mesmo sentido”, frisou Domingos Almeida Lima, em entrevista à BTV.

“Penso que temos todas as condições para estarmos na Liga dos Campeões. As coisas vão mudar. Sei que ciclos destes acontecem, infelizmente no Benfica têm sido de tempos a tempos mas acontecem, não queremos que aconteçam que se repitam e prolonguem”, reforçou.

O dirigente aproveitou ainda para criticar a oposição interna, na mesma entrevista em que associou recentes atos de vandalismo contra casas do clube a “pessoas afetas ao Benfica”.

“O que tenho visto ultimamente, por parte de alguns ou de muito poucos, é que não estão a respeitar os princípios democráticos. Quando não se respeitam resultados ou não se querem respeitar resultados de uma eleição feita há quatro meses e que teve um resultado significativo e claro para quem o ganhou, não me parece muito cordial estarmos a confundir as coisas e estarmos com ações que nada têm a ver com esse espírito democrático e com o civismo democrático que se impõe a um clube com as tradições do Benfica”, finalizou.