Portugal
Benfica derrota SC Braga e sobe ao terceiro lugar
Redação
2021-03-21 21:55:00
Golos de Rafa e Seferovic, num jogo em que Fransérgio foi expulso

O Benfica venceu hoje em casa do Sporting de Braga 2-0, na 24.ª jornada da I Liga de futebol, e subiu ao terceiro lugar por troca com os minhotos, que jogaram com menos um durante cerca de uma hora.

Rafa (45+3 minutos) e Seferovic (56) fizeram os golos da quarta vitória seguida do Benfica no campeonato, sempre sem sofrer golos, registo que sinaliza uma melhoria da equipa de Jorge Jesus, que hoje fez uma boa exibição, mas também beneficiou de ter jogado muito tempo em superioridade numérica.

A turma benfiquista 'vinga-se' das derrotas averbadas com o Sporting de Braga nos dois jogos anteriores entre as duas equipas esta época (3-2 na Luz, na primeira volta do campeonato, 2-1 na meia-final da Taça da Liga, em Leiria) e, mais do que isso, ultrapassa o adversário na terceira posição e ganha vantagem no confronto direto.

O Sporting de Braga já não perdia há 12 jogos seguidos nas competições nacionais, sendo que, para o campeonato, o último desaire tinha sido há mais de dois meses (16 de janeiro), no reduto do Paços de Ferreira, à 14.ª jornada (2-0).

Os bracarenses, que em apenas duas jornadas caíram do segundo para o quarto lugar, apresentaram o mesmo onze da jornada anterior.

No Benfica, registo para apenas uma alteração, com a chamada de Vertonghen (saiu Pedrinho), o que significou mudar o esquema tático para um 3x5x2.

Os lisboetas começaram melhor e, logo aos 10 minutos, Grimaldo surgiu na cara de Matheus, muito bem lançado por Waldschmidt, mas o lateral-esquerdo espanhol atirou contra o guardião dos bracarenses.

O Sporting de Braga falhava muitos passes e, só aos 33 minutos, Ricardo Horta, após rápido contra-ataque, criou perigo, mas definiu mal a assistência.

Seferovic, de cabeça e após um livre de Taarabt, obrigou Matheus a boa defesa (38) e, um minuto depois, Fransérgio foi expulso, o que desequilibrou em definitivo a partida.

Ainda antes do intervalo (43), Carvalhal compôs a equipa com João Novais (saiu Abel Ruiz) e os 'arsenalistas' até estiveram muito perto de inaugurar o marcador pouco depois.

Adivinhando o mau atraso de Otamendi para o seu guarda-redes, Piazon tentou um desvio vitorioso, mas Helton Leite levou a melhor (45+1).

A resposta dos 'encarnados' foi letal e trouxe o primeiro golo: solicitado por Vertonghen, Seferovic protegeu bem a bola de Bruno Rodrigues e assistiu Rafa, que, à saída de Matheus, não perdoou (45+3).

Aos 50 minutos, João Novais atirou à barra num livre direto, mas seria o Benfica a dilatar a vantagem, com Seferovic a aproveitar a 'verdura' de Bruno Rodrigues e, depois de assistido por Rafa, rematar em arco, já dentro da área (56), fazendo o sexto golo nas últimas quatro jornadas.

Carlos Carvalhal ainda lançou Sporar na esperança de reduzir e o esloveno teve um bom remate, aos 81 minutos, mas foi o terceiro golo das 'águias' que esteve mais próximo de acontecer, aos 67 minutos, num cabeceamento de Seferovic após cruzamento de Taarabt - Matheus fez uma grande defesa.

Nota para a saída de Lucas Veríssimo, aos 76 minutos, com queixas físicas, que começou a apresentar bem cedo na partida, e para uma perdida de Pizzi perto do apito final (90+3).