Modalidades
A homenagem do FC Porto "a quem tanto nos deu", Quintana
Redação
2021-03-04 20:20:00
Tributo no primeiro jogo da equipa de andebol após a morte do guarda-redes

A equipa de andebol do FC Porto voltou hoje à competição após a morte de Alfredo Quintana, vivendo de forma sentida o minuto de silêncio pelo guarda-redes.

Enquanto se cumpria o minuto de silêncio, no ecrã do pavilhão Dragão Arena passavam imagens de Quintana, acompanhadas de algumas declarações do internacional português de origem cubana.

Na cara dos jogadores do FC Porto era bem visível a emoção, nesta que foi a primeira partida da equipa de andebol após a morte de Alfredo Quintana. Os dragões defrontam os noruegueses do Elverum, no encontro de encerramento da fase de grupos da Liga dos Campeões.

"Toda a gente sabe que tem sido uma semana terrível para nós. Foi um choque enorme, estamos muito tristes com o que aconteceu. O jogo em si também será dificílimo, não só por jogarmos contra o Elverum, mas porque todas as jornadas da Liga dos Campeões são muito duras", lembrou o treinador portista, Magnus Andersson, na antevisão da partida.

Na partida, o FC Porto assegurou o quinto lugar do grupo B ao derrotar o Elverum por 38-31. Os dragões, que atuaram na condição de visitantes devido às condicionantes causadas pela covid-19, vão defrontar nos oitavos de final os dinamarqueses do Aalborg, quartos no grupo A.

A homenagem do FC Porto a Quintana, realizada durante o minuto de silêncio em memória do jogador, foi partilhada pelo clube nas redes sociais.

Alfredo Quintana morreu na passada sexta-feira, aos 32 anos, após sofrer uma paragem cardiorrespiratória durante um treino do FC Porto. O guarda-redes perdeu a luta pela vida no Hospital de São João, no Porto, onde estava internado desde 22 de março, dia em que sofreu a paragem cardiorrespiratória.

Nascido em Havana (Cuba), o guarda-redes, de 2,01 metros, ingressou no FC Porto em 2010, naturalizou-se português e tornou-se internacional em 2014. Com a camisola dos dragões, Quintana conquistou seis campeonatos, uma Taça e duas supertaças.

Quintana era também uma das referências da seleção nacional de andebol, que representou em 67 jogos, tendo feito parte das equipas que conquistaram o sexto lugar no Europeu de 2020 e o 10.º no Mundial 2021, as melhores classificações lusas de sempre.